Sábado, 23 de junho de 2018
(86) 99915-1055
Brasil - ANS

Postada em 14/06/2018 ás 09h07 - atualizada em 14/06/2018 ás 17h31

Publicada por: Redação

Fonte: G1

Justiça limita reajuste de planos de saúde individuais em 5,72%
A decisão é de primeira instância e foi concedida em caráter liminar.
Justiça limita reajuste de planos de saúde individuais em 5,72%

Foto: Reproduçã/Sincor GO

Justiça determinou nessa terça-feira (12) que a Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS) poderá reajustar os planos de saúde individuais e familiares em no máximo 5,72% neste ano. O teto é equivalente à inflação atual medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para o segmento de saúde e cuidados pessoais.

O entendimento é do juiz José Henrique Prescendo, da 22ª Vara Cível Federal de São Paulo e acata pedido do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) em ação civil pública. A decisão é de primeira instância e foi concedida em caráter liminar.

A ANS informou que vai recorrer da decisão e que "repudia ações desprovidas de fundamentação técnica e que acabam causando comoção social e viés pró-judicialização de temas sob responsabilidade do órgão regulador".

A agência reguladora afirmou ainda que "todas as suas decisões são baseadas em informações técnicas e que é preciso considerar que o setor de planos de saúde possui características específicas que influenciam a formação do percentual de reajuste, como a variação da frequência de utilização e variação de custos em saúde, crescente em todo o mundo".

A expectativa era de que o percentual máximo do reajuste dos planos fosse anunciado pela ANS neste mês e ficasse em no mínimo 10%, próximo dos aplicados nos últimos três anos. Em 2017, o percentual de correção autorizado foi de 13,55%.

A ação do Idec foi baseada em relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) que apontou "distorções, abusividade e falta de transparência na metodologia usada pela ANS para calcular o percentual máximo de reajuste de 9,1 milhões de beneficiários de planos individuais, do total de 47,4 milhões de consumidores de planos de assistência médica no Brasil".

A ANS usa a mesma metodologia para calcular o índice máximo de reajuste dos planos de saúde desde 2001. A autoridade leva em consideração a média dos percentuais de reajuste aplicados pelas operadoras aos planos coletivos com mais de 30 usuários.

 

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista R10

»

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

Ajax e Chapadinha do Mano se enfrentarão no sábado (30) no Estádio Municipal de São João do Arraial

Joaquim Pires-PI Por João Victor

Estrela Vermelha e Audax vencem nos pênaltis e garantem vaga na final

Pau D'arco Por Ântonia da Costa

Secretaria de Saúde e o NASF realizam campanha Junho Laranja e Vermelho

Francisco Ayres-PI Por R10 municípios

Secretaria municipal de saúde realiza campanha de verminose em escola do município

Cabeceiras do Piauí Por Francisco Rocha

Vereadores de Cabeceiras solicitam reforço do policiamento no município

Mais lidas da semana

»

© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium