Terça, 20 de fevereiro de 2018
(86) 99915-1055
Bom Jardim

Postada em 25/10/2017 ás 10h19 - atualizada em 25/10/2017 ás 10h30

Publicada por: Bruna Dias

Fonte: G1

Ex-prefeita ‘ostentação’ Lidiane Leite é presa no Maranhão
Segundo Fábio dos Santos Oliveira, promotor da Comarca de Bom Jardim, a prisão da ex-prefeita atende a um pedido do Ministério Público.
Ex-prefeita ‘ostentação’ Lidiane Leite é presa no Maranhão

A ex-prefeita de Bom Jardim Lidiane Leite, conhecida como "prefeita ostentação", foi presa nesta terça-feira (24) em São Luís. Segundo Fábio dos Santos Oliveira, promotor da Comarca de Bom Jardim, a prisão da ex-prefeita atende a um pedido do Ministério Público. A investigação, segundo ele, corre em segredo de justiça.

 

De acordo com Oliveira, foram decretadas as prisões de Lidiane Leite e Beto Rocha, o padrinho político dela, que é considerado foragido da Justiça. Cada um deles enfrenta "de cinco a seis processos" por desvio de verbas públicas.Segundo a determinação do juiz Raphael Leite Guedes a prisão de Lidiane Leite é domiciliar e não determina o uso de tornozeleira eletrônica. O promotor acrescenta que o pedido de prisão domiciliar foi feito no caso de Lidiane porque ela atualmente amamenta uma criança de seis meses.

Risco de fuga do país

 

Ele explicou que, "por estarem respondendo por diversos crimes e para evitar o risco deles fugirem da cidade e do país, o Ministério Público pediu a prisão de Lidiane Leite e de Beto Rocha".

 

"A prisão da Lidiane foi convertida em prisão domiciliar em virtude dela ter uma criança de seis meses que ainda é amamentada e, conforme o artigo 318, inciso 5º do código de processo penal foi necessário decretar sua prisão domiciliar. Agora, o Beto Rocha hoje é um foragido da policia e a gente pede a colaboração de quem tiver informações para que diga onde ele está", disse o promotor Fábio dos Santos Oliveira.

 

Lidiane Leite foi detida em sua residência localizada no Araçagi, e levada pela Polícia Civil para a sede da Superintendência de Combate à Corrupção (Seccor), em São Luís. Ela chegou ao local acompanhada de três advogados.

 

A ex-prefeita não poderá ausentar-se da residência sem conhecimento e autorização da Justiça, nos termos do artigo 317 do Código de Processo Penal, sob pena de revogação da medida e restabelecimento da prisão preventiva. À Polícia, por meio da Seccor, cabe fazer a fiscalização e monitoramento da acusada.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista R10

»

Gilbués-PI Por Henrique Guerra

Vereador convida população para participar das sessões na Câmara Municipal

Lagoinha do Piauí Por Mysael Santana

Bandidos explosdem carro-forte na BR-343 no povoado estaca zero Município de Lagoinha do Piaui

Floriano Por Ilizianny de Carvalho

Professores aprovados no seletivo da PMF tem 5 dias úteis para apresentar documentação

Água Branca-PI Por Lenno Oliveira

Secretaria de Educação realiza encontro pedagógico em Água Branca

Nazária-PI Por R10 municípios

Prefeitura inaugura escola e beneficia nove comunidades em Nazária

Mais lidas da semana

»

© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium