Sábado, 24 de fevereiro de 2018
(86) 99915-1055
Nova lei

Postada em 25/10/2017 ás 12h52

Publicada por: Bruna Dias

Fonte: Senado Federal

Motorista habitual passará a responder diretamente pelas infrações de trânsito
A norma entra em vigor daqui a 90 dias.
Motorista habitual passará a responder diretamente pelas infrações de trânsito

O proprietário de veículo automotor ganhará o direito de indicar o nome do condutor habitual, que passará a ser o responsável pelas infrações de trânsito que cometer. É o que prevê a Lei 13.495/2017, sancionada na terça-feira (24) e publicada nesta quarta-feira (25) no Diário Oficial da União. A norma entra em vigor daqui a 90 dias.

A nova lei tem origem em substitutivo ao Projeto de Lei da Câmara (PLC) 60/2013, aprovado no Senado em maio de 2015 e na Câmara dos Deputados em agosto deste ano.

O principal condutor pode ser apontado pelo dono em comunicação ao órgão executivo de trânsito. O motorista indicado deve aceitar expressamente a indicação para que ela tenha validade. Depois disso, seu nome será inscrito no cadastro do veículo no Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam).

O principal condutor registrado assume a presunção da responsabilidade pelas infrações de trânsito cometidas com o veículo, responsabilidade que hoje cabe ao proprietário. Assim, não é mais necessário que o proprietário atravesse a atual burocracia necessária para transferir as sanções devidas — elas já serão aplicadas diretamente ao principal condutor. Esse procedimento só precisará ser executado se o infrator real não for o condutor indicado e nem o proprietário.

Caso o veículo seja vendido, o principal motorista indicado terá seu nome automaticamente desvinculado do Renavam. Outras hipóteses para a exclusão do nome do condutor são a indicação de outra pessoa para a condição ou um requerimento do próprio condutor ou do proprietário.

Para o relator no Senado, José Pimentel (PT-CE), o texto vai beneficiar muitos donos de carros e motos que são habitualmente usados por terceiros, como filhos, parentes ou profissionais.

Um dos trechos modificados por Pimentel no substitutivo foi a forma de identificação do principal condutor. O projeto original falava em inscrição do nome no documento do veículo, sendo necessária a emissão de um novo documento sempre que houvesse a nomeação de um condutor. Para Pimentel, esse procedimento não seria prático.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista R10

»

Lagoinha do Piauí Por Mysael Santana

Tragedia em Lagoinha do Piaui apos discussão homem esfaqueia esposa e depois comete suicido

Demerval Lobão - PI Por Katia Cruz

Demerval Lobão: consultora Contém1g convida interessados para treinamento e oportunidade de negócio

Amarante-PI Por Diogo Costa

PRF e Polícia Civil de Amarante apreendem 40 veículos em ação conjunta

Monsenhor Gil Por Alberto Junior

Vereadores de Monsenhor Gil iniciam atividades neste sábado

Olho D'água do Piauí Por Jô Mendes

SEMEC de Olho D'água participa de formação na UFPI

Mais lidas da semana

»

© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium