Terça, 17 de julho de 2018
(86) 99915-1055
Educação - Recursos

Postada em 07/07/2018 ás 08h12 - atualizada em 07/07/2018 ás 08h35

Publicada por: Bruna Dias

Fonte: MEC

MEC libera R$ 26 milhões para o Piauí e outros cinco estados
Os estados aderiram ao Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle deste Ministério.
MEC libera R$ 26 milhões para o Piauí e outros cinco estados

Foto: Reprodução

O Piauí, Acre, Amazonas, Ceará, Paraíba, Pernambuco receberão do Ministério da Educação R$ 26 milhões em recursos suplementares para serem utilizados na criação de novas turmas de Educação para Jovens e Adultos (EJA). As unidades federativas contempladas aderiram ao Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle deste Ministério (Simec) entre 22 de maio e 3 de junho.

Como as novas turmas não podem receber recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb), elas funcionarão, neste primeiro ano, com recursos do MEC. A quantia repassada pode ser usada para remuneração e capacitação de professores, aquisição de material escolar, de alimentos e de transporte escolar.

A diretora de Políticas para a Juventude, Alfabetização e Educação de Jovens e Adultos da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) do MEC, Maria das Graças da Silva, diz que esses recursos deverão ser usados prioritariamente para o atendimento de egressos do Programa Brasil Alfabetizado, populações do campo, comunidades quilombolas, povos indígenas e pessoas que cumprem pena em unidades prisionais. “Alfabetizar pessoas que não puderam realizar ou concluir seus estudos está entre as nossas prioridades”, destaca. “Esse é um importante auxílio financeiro que estamos dando para os estados.”.

Os beneficiários da ação Novas Turmas de EJA são pessoas com 15 anos de idade ou mais, que não completaram o ensino fundamental, e com 18 anos ou mais, que não finalizaram o ensino médio. O novo aluno de EJA não pode ser custeado com recursos do Fundeb no ano de sua matrícula inicial, mas no ano seguinte. A coordenação da EJA nos estados deve informar essa matrícula no censo escolar (Educacenso), na data de cadastramento imediatamente posterior ao início das aulas, para que o aluno possa fazer jus aos recursos do Fundeb nos anos subsequentes. 

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Matias Olímpio-PI Por Ilson Filho

1º Arraiá da Casa de Shows DS House foi um sucesso

Olho D'água do Piauí Por Jô Mendes

Dezenas de fiéis participam da procissão de Nossa Senhora das Dores em Olho D'água

Amarante-PI Por Diogo Costa

Veja as delícias que você encontra na Pizzaria Velho Monge em Amarante; confira!

Campo Largo-PI Por Roberto Freitas

Centro de Diagnóstico Móvel Central da Mama atende em Campo Largo do Piauí-PI

Água Branca-PI Por Lenno Oliveira

Prefeitura de Água Branca inaugura Academia Livre

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium