Sábado, 21 de julho de 2018
(86) 99915-1055
Política - Declaração

Postada em 09/07/2018 ás 09h42 - atualizada em 09/07/2018 ás 13h03

Publicada por: Bruna Dias

Senadora Regina Sousa afirma que judiciário se rendeu a Moro
"Cada vez mais clara a perseguição a Lula e a confirmação do 'acordo com Supremo, com tudo'", declarou.
Senadora Regina Sousa afirma que judiciário se rendeu a Moro

Regina Sousa (Foto: facebook)

A senadora piauiense Regina Sousa (PT), afirmou que o judiciário brasiliro se rendeu ao juiz Sérgio Moro, que negou o alvará de soltura de Lula nesse domingo (09), após o desembargador do TRF-4, Rogério Favreto, determinar a liberdade imediata do ex-presidente. 

"O judiciário brasileiro se apequena a cada dia. Rendeu-se a um juiz de primeira instância. Moro resolve tudo como lhe convém, mesmo de férias, é ele quem dá as ordens. Cada vez mais clara a perseguição a Lula e a confirmação do 'acordo com Supremo, com tudo'", declarou a senadora em seu perfil no Facebook. 

Entenda

Em decisão neste domingo (8), o desembargador federal plantonista Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), decidiu conceder liberdade ao ex-presidente Lula (PT), preso desde 7 de abril deste ano em Curitiba, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A decisão ocasionou uma sequência de decisões divergentes envolvendo a soltura do ex-presidente.

Após Favreto decidir pela liberdade de Lula, o juiz Sérgio Moro afirmou que o desembargador plantonista não tinha competência para mandar soltar Lula.  Logo depois, Favreto emitiu um novo despacho, reiterando a decisão de mandar soltar o ex-presidente. 

O desembargador federal João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Lava Jato em segunda instância, determinou que não fosse cumprida a decisão de Favreto. Em resposta ao relator, Favreto voltou a ordenar a soltura do ex-presidente. Depois, o presidente do TRF-4, desembargador federal Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, decidiu durante a noite que Lula continue preso e o processo retorne ao relator dos casos da Lava Jato na Corte, desembargador federal João Pedro Gebran Neto.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Conceição do Canindé-PI Por Roni Silva

Tudo pronto para a maior e melhor Festa dos Vaqueiros do Piauí

Campo Largo-PI Por Roberto Freitas

Assaltantes levam celulares em Academia em Campo Largo do Piauí-PI

São João da Serra Por Cosme Jales

TRE-PI instala serviço Disque Eleições 2018

Gilbués-PI Por Henrique Guerra

Dr. Cláudio Máximo Guerra realiza atendimento voluntário na zona rural de Monte Alegre

Amarante-PI Por Diogo Costa

Colisão na BR-343 deixa duas pessoas em estado grave

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium