Terça, 20 de fevereiro de 2018
(86) 99915-1055
[email protected]
(86) 98104-5810
Cabeceiras do Piauí

Cabeceiras do Piauí

Francisco Rocha Francisco Rocha é blogueiro do Município de Cabeceiras do Piauí

[email protected]

(86) 98104-5810

Saques indevidos

Postada em 16/11/2017 ás 14h18 - atualizada em 16/11/2017 ás 14h31

Publicada por: Francisco Rocha

Fonte: GP1

Juíza recebe denúncia contra ex-funcionário dos Correios
Segundo a denúncia, Henrique se apropriou, por meio de empréstimos on-line,de valores de clientes do Banco Postal (Bradesco)
Juíza recebe denúncia contra ex-funcionário dos Correios

Agência dos Correios de Cabeceiras

A juíza federal substituta da 3ª Vara Federal, Vládia Maria de Pontes Amorim, recebeu denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-funcionário do Correios, Henrique Rodrigues de Castro. A decisão é de 5 de outubro deste ano.

Segundo a denúncia, Henrique se apropriou, por meio de empréstimos on-line,de valores de clientes do Banco Postal (Bradesco), sacados das contas de titulares das agências dos Correios de Cabeceiras do Piauí, Assunção do Piauí, Nossa Senhora dos Remédios e Joaquim Pires, entre maio de 2007 e janeiro de 2008, quando substituiu os legítimos funcionários destas agências, que estavam em gozo de férias regulamentares, vindo a causar um prejuízo financeiro no importe de R$ 27.003,69.

O ex-funcionário apresentou defesa alegando necessidade de suspensão da presente ação, em razão da já existência de ação penal com a mesma denúncia e a ocorrência de prescrição do prazo, uma vez que a  ação foi ajuizada após o transcurso de 5 anos da data de sua demissão, em 22/07/2008.

O juiz destacou que “considerando que os fatos narrados na inicial ocorreram entre maio/2007 e janeiro/2008, bem como que a ação civil pública por ato de improbidade foi proposta em abril de 2014, verifica-se que entre esses marcos ainda não transcorreu o prazo prescricional de 16 anos”. “A meu sentir, o procedimento apresentado possui elementos tendentes a demonstrar possíveis irregularidades, razão pela qual considero existentes indícios de condutas ímprobas, os quais não foram afastados pela parte requerida”, afirmou o magistrado.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Revista R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium