Sexta, 20 de abril de 2018
(86) 99915-1055
Homícidio

Postada em 29/11/2017 ás 11h49 - atualizada em 29/11/2017 ás 12h46

Publicada por: Redação

Fonte: G1

Pedreiro é preso suspeito de matar jovem após vítima aumentar valor do programa sexual
Segundo a Polícia Civil, a vítima era usuária de drogas e cobrava por sexo para comprar entorpecentes.
Pedreiro é preso suspeito de matar jovem após vítima aumentar valor do programa sexual

O pedreiro Sinvaldo de Oliveira, de 47 anos, foi preso suspeito de matar esganada Jaqueline Maria Conceição de Oliveira, de 24 anos, em Goiânia. De acordo com a Polícia Civil, o homem alegou que cometeu o crime porque a vítima aumentou o preço de um programa de R$ 30 para R$ 50. Segundo o delegado Thiago Martiniano, a mulher era usuária de drogas e oferecia serviços sexuais para obter dinheiro para comprar entorpecentes.

"Eles eram moradores do mesmo bairro e já se conheciam. O suspeito disse que eles se encontraram na rua, ela ofereceu para ter relações sexuais com ele por um valor, mas, quando chegaram à casa dele, aumentou o preço e os dois se desentenderam e ele, que estava bêbado, a esganou", disse.

O crime ocorreu no dia 14 de maio deste ano, no Residencial Buena Vista, em Goiânia. Segundo o delegado, após o crime, Sinvaldo colocou o corpo de Jaqueline no porta-malas do carro e o deixou às margens da BR-060, na capital.

Conforme a Polícia Civil, após matar a jovem, Sinvaldo fugiu para São Desidério, na Bahia, onde ficou escondido em uma fazenda. Ele foi localizado depois que a namorada dele foi ouvida pelo delegado, informou a localização dele e disse que ele havia pedido dispensa do emprego para poder ir para a Bahia.

"Ele disse para a namorada que estava fugindo do filho de uma ex-namorada que estava o ameaçando. Inventou esta história e fugiu para uma fazenda da família, mas nós o localizamos e, com a ajuda da polícia de lá, o prendemos", contou o delegado.

Sinvaldo foi preso no último dia 6 de outubro, em São Desidério, pela polícia baiana. O homem foi transferido para Goiânia, onde foi apresentado nesta quarta-feira (29), na Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH). Segundo o delegado, ele vai responder por homicídio qualificado.

Laudo do IML

O delegado contou que, como o corpo da vítima foi encontrado seminu, havia a suspeita de que ela estivesse sido violentada sexualmente. No entanto, segundo ele, o laudo do Instituto Médico Legal (IML) concluiu que não houve estupro.

"Havia esta suspeita, mas o laudo não identificou nenhum tipo de agressão sexual. O suspeito alega que os dois não chegaram a ter relação sexual, por conta do desentendimento sobre o valor do programa", explicou Martiniano.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista R10

»

Olho D'água do Piauí Por Jô Mendes

Olho D'água desenvolve mais uma ação do Selo Unicef

Colônia do Gurguéia-PI Por Geney Ribeiro

Prefeita Doquinha entrega projetos para a agricultura de Colônia nas mãos do ministro Blairo Maggi

Gilbués-PI Por Henrique Guerra

Vereador Henrique Guerra (PTC), participa do 3° Encontro das cidades do Extremo Sul do Piauí

Nazária-PI Por R10 municípios

Seletivo da prefeitura de Nazária tem nova data para as provas

Água Branca-PI Por Lenno Oliveira

Secretário participa de congresso brasileiro sobre nutrição em Brasília

Mais lidas da semana

»

© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium