Sexta, 22 de junho de 2018
(86) 99915-1055
[email protected]
86 99906-7459
Professor Sucupira

Professor Sucupira

Professor Sucupira Coluna do Professor Sucupira

[email protected]

86 99906-7459

Internacional - Jerusalém

Postada em 09/12/2017 ás 11h32 - atualizada em 23/12/2017 ás 13h58

Publicada por: Professor Sucupira

Donald Trump! O irresponsável
Jerusalém, cidade universal?
Donald Trump! O irresponsável

Quando Donald Trump, o “loiro oxigenado”, foi eleito para ser o 45º presidente dos Estados Unidos da América eu escrevi que a eleição do Trump,  tinha sido uma “cagada" eleitoral americana e que ela poderia provocar uma “diarreia global”. Fui criticado por ter tido esta visão na época.

O presidente Twitteiro, Donald Trump, age ignorando acordos diplomáticos vigentes com implicações ambientais e de contexto geopolíticos no âmbito internacional (ONU) com decisões unilateralistas e observando apenas o contexto interno  – para uma potência imperialista é uma postura desestabilizadora nesta nova ordem da globalização vigente –. As tomadas de decisões como a saída do Acordo de Paris – uma ação para atender as empresas  petrolífera americanas –,  a saída da Parceria Transpacífico (TPP), o discurso beligerante com a Coreia do Norte, a maior negociação de venda de armas  feita pelo governo amareicano para a Arábia Saudita – Um país fundamentalista e rival do Irã no oriente médio –   e, agora, o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel que vai de encontro com a resolução 181, onde a ONU decidiu dividir a Palestina em um Estado judeu e outro árabe com a observância de que Jerusalém não deveria pertencer a nenhuma das partes e colocada sob controle internacional, reflete que tipo de presidente é.

A decisão unilateral e irresponsável  de reconhecer Jerusalém como capital de Israel, tornará ainda mais instável o Oriente Médio e vai no sentido contrário do processo de paz sustentado na coexistência de dois Estado: Israel e Palestina. É fato que decisão irresponsável do presidente Twitteiro para agradar sua base eleitoral como os evangélicos conservadores e os Judeus americanos será um “combustível” a mais para que o terrorismo pós-moderno avance em direção da questão palestina que, neste momento, ainda é inexistente.

Ao longo dos doze meses na presidência dos EUA, Donald Trump mostrou-se incapaz de articular uma ação de buscar –  mesmo com os parceiros históricos como a Inglaterra, França, Turquia e outros – uma vertente de diálogo de convergência. Ele, Donald Trump, tem sempre uma postura personalista e com tomadas de decisões sempre divergente e unilateral. É Incrível como este senhor, um plaboy bilionário estadunidense, não tem a noção da responsabilidade que os Estados Unidos da América possui no mundo globalizado. A atitude de reconhecer Jerusalém como capital de Israel e consolidar isso com a transferência da embaixada americana de Tel Aviv  para Jerusalém, será, talvez, o máximo da irresponsabilidade do “Loiro oxigenado” Donald Trump?  Ai eu já tenho dúvida, pois ainda falta quase um mandato inteiro para o término desta defecção eleitoral americana.

Pronto! Falei ...

 

 

 

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Revista R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium