Terça, 24 de abril de 2018
(86) 99915-1055
Pesquisa

Postada em 05/01/2018 ás 18h12 - atualizada em 06/01/2018 ás 09h53

Publicada por: Bruna Dias

Fonte: Agência Brasil

População do interior é a mais satisfeita com a vida
Também é no interior onde se tem menos medo de perder o emprego, segundo o Índice de Medo do Desemprego.
População do interior é a mais satisfeita com a vida

Foto: Reprodução

O Índice de Satisfação com a Vida, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), constatou que a população mais satisfeita com a vida reside nos municípios do interior do país. Foi lá onde se atingiu maior pontuação, 66,9 pontos, de uma escala de 0 a 100. Os menos satisfeitos são os que vivem nas periferias, 62 pontos. A pontuação obtida por residentes nas capitais ficou em 64,7 pontos.

Também é no interior onde se tem menos medo de perder o emprego, segundo o Índice de Medo do Desemprego. Lá o índice registrado ficou em 64,5 pontos, enquanto nas capitais e periferias esse índice ficou em 67,5 pontos.

O brasileiro estava com menos medo de perder o emprego em dezembro do que em setembro de 2017. No entanto, segundo o Índice de Medo do Desemprego e o Índice de Satisfação com a Vida, divulgados nesta sexta-feira (5) pela CNI, o brasileiro está mais preocupado com essa possibilidade, se comparado a dezembro de 2016.

De acordo com o levantamento, o índice relativo a medo de desemprego estava em 65,7 pontos em dezembro de 2017. O valor representa uma queda de 2 pontos em relação a setembro do mesmo ano. Na comparação com dezembro de 2016, no entanto, o índice representa uma alta de 0,9 ponto – o que significa que o medo do desemprego aumentou.

De acordo com a CNI, o valor está “muito acima da média histórica”, que é de 48,8 pontos, e que a alta de 0,9 ponto indica “persistência da insegurança em relação à recuperação do mercado de trabalho". A economista da CNI Maria Carolina Marques justifica essa alta explicando que o emprego reage “de forma defasada” à recuperação da economia, e que as empresas contratam somente quando têm segurança de que o crescimento será sustentado.

"A população percebe essa demora na reação do mercado de trabalho e o medo do desemprego continua elevado. À medida que o crescimento econômico se mostrar sustentado, o resultado no emprego deve aparecer com maior intensidade e o medo do desemprego deve ceder", disse a economista.

A pesquisa da CNI apontou também que a satisfação do brasileiro com a vida diminuiu entre setembro e dezembro do ano passado, atingindo 65,6 pontos em dezembro. O valor é 0,4 ponto menor do que o registrado em setembro e 1,2 ponto abaixo do registrado em dezembro de 2016. O Índice de Satisfação com a Vida é também inferior à média histórica, de 69,9 pontos.

O levantamento da CNI, realizado a cada três meses, foi feito entre 7 e 10 de dezembro de 2017, com 2 mil pessoas, em 127 municípios.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista R10

»

Inhuma-PI Por Juerismar Luis

Campanha Educativa de Combate ao Mosquito da Dengue

Valença Por Thiago Maciel

Exposição Realizada pela Secretaria de Cultura e Turismo de Valença do Piauí foi um Sucesso

Santa Filomena-PI Por Tony Santos

Criado Sistema de Garantia de Direitos e Rede de Integração em Santa Filomena

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva Barbosa

Vereador Erismar Nunes concede entrevista a FM Super Vale, e fala da segurança pública no Município

São Pedro do Piauí Por Adriano Sousa

São Pedro do Piauí inicia campanha de vacinação contra gripe apesar do atraso de materiais

Mais lidas da semana

»

© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium