Quarta, 19 de setembro de 2018
(86) 99915-1055
Geral - Meio Ambiente

Postada em 12/01/2018 ás 11h35 - atualizada em 12/01/2018 ás 11h41

Publicada por: Redação

Fonte: MPFPI

Justiça determina que União execute obra da adutora do sertão
O crédito está vinculado ao Ministério da Integração Nacional.
Justiça determina que União execute obra da adutora do sertão

Foto: Divulgação

A pedido do Ministério Público Federal do Piauí (MPF/PI) e do Ministério Público estadual, a Justiça Federal determinou à União (Ministério do Planejamento) que execute e descentralize o crédito orçamentário ainda existente para a construção da adutora do sertão no Estado do Piauí. O crédito está vinculado ao Ministério da Integração Nacional.

A decisão, da 5ª Vara da Justiça Federal, confirmou a medida liminar concedida em 2015 em ação civil pública proposta pelos Ministérios Público, em que foi determinado à União Federal que adotasse todas as providências para a elaboração de projeto básico da adutora. Decisão que foi contestada pelas partes, sem êxito, pois em seguida foi incluído o crédito na Lei Orçamentária Anual de 2017 da ordem de R$ 30.388.000,00 para realizar os estudos técnicos de viabilidade da obra, o que atenderia à ordem deferida pelo juízo, que aguardou a descentralização do recurso e a realização do estudo, sem aplicação de multa ou qualquer outra sanção.

Entretanto, segundo o juízo, o objeto não foi realizado e tal inércia por parte do Ministério do Planejamento em executar e descentralizar o recurso, além de ofender a autoridade da decisão e desafiar a aplicação da multa, tem consequência mais grave: desautoriza a própria democracia, porque ofende a escolha de prioridades que é feita na formulação da lei orçamentária anual pelo Executivo, e ofende a deliberação do Legislativo, que, ao aprovar a lei, também chancelou os programas e ações prioritárias do poder público para o ano que se encerrou.

“Causa perplexidade o seguinte cálculo: se adotada a solução da construção da Adutora do Sertão do Piauí, pelo valor estimado de R$ 950 milhões, seriam resolvidos 300 anos de seca. Com a solução dos carros-pipa, ao custo de R$ 80 milhões, que é adotada atualmente, se resolve parcialmente um ano de seca. A matemática, na sua crueza e exatidão, expõe bem a irracionalidade das atuais medidas de combate à seca”, aponta a decisão judicial.

 

 

 

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

São Francisco - MA Por R10 municípios

LUTO: Morre Ex-vereador de São Francisco do Maranhão Assis Paraibano

Barra D'alcântara Por Cleiton Brito

Fisioterapeuta Realiza Atendimento em Pacientes Acamados na Zona Rural

Inhuma-PI Por Juerismar Luis

Defesa Civil recebe equipe do SISAR Piauí

Amarante-PI Por Diogo Costa

Amarante receberá ações do Projeto Rondon no município

Cabeceiras do Piauí Por Francisco Rocha

População da zona urbana de Cabeceiras sofre com falta de água

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium