Segunda, 19 de fevereiro de 2018
(86) 99915-1055
[email protected]
89 999390565
Floriano

Floriano

Ilizianny de Carvalho Ilizianny de Carvalho é correspondente do Município de Floriano-PI

[email protected]

89 999390565

Saúde

Postada em 26/01/2018 ás 22h26

Publicada por: Ilizianny de Carvalho

Janeiro Roxo: Município alerta para o diagnóstico precoce da hanseníase
Manchas brancas ou avermelhadas na pele com perda de sensibilidade são sinais da hanseníase. Quanto mais cedo o diagnóstico, mais rápida é a cura.
Janeiro Roxo: Município alerta para o diagnóstico precoce da hanseníase

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Coordenação de Combate à Hanseníase, iniciou na manhã desta sexta-feira (26), as ações de prevenção a doença, que acontece em todo território nacional, através do "Janeiro Roxo". A abertura aconteceu na Praça do Conjunto Pedro Simplício (Praça PEC), reunindo a comunidade, secretários municipais, agentes de saúde, enfermeiros, médicos, técnicos de enfermagem, psicólogo, nutricionistas e fisioterapeutas que integram o CAPS, NASF e Estratégia de Saúde da Família. Manchas brancas ou avermelhadas na pele com perda de sensibilidade são sinais da hanseníase. Quanto mais cedo o diagnóstico, mais rápida é a cura.

Durante o encontro, foi realizada uma palestra com o médico Aldemis Barroso, que falou sobre a doença que atravessa séculos e suas formas de contágio, não sendo transmitida através do contato esporádico com pessoas doentes, objetos compartilhados, entre outros. Para que ocorra a transmissão, segundo o médico, é preciso ter contato íntimo com a pessoa infectada por pelo menos cinco anos. A psicóloga do CAPS II, Wanessa Tagreth, destacou os desafios do diagnóstico da hanseníase e preconceitos que a doença ainda acarreta na comunidade. O advogado Murilo Lopes, destacou os benefícios previdenciários a que estes pacientes tem direito, como auxílio doença e LOAS.

Em Floriano, foram diagnosticados 27 novos casos no ano passado, no total, 77 pessoas são tratadas gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Para prevenir e diagnosticar a Secretaria Municipal continuará a programação referente ao "Janeiro Roxo" no próximo dia 30 de janeiro, quando ocorrerá a apresentação do Boletim Epidemiológico, às 09:00h, no auditório do IFPI. Um segundo momento, encerrando a programação, às 15:00h, na FAESF, com a implantação do Núcleo do Movimento Social de Integração a Pessoa com Hanseníase. "Estamos levando informação a comunidade visando acabar acabar como estigma ainda existente da doença, incentivando cada vez mais a população para o diagnóstico precoce”, finalizou Thais Trajano, coordenadora Municipal de Hanseníase.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Revista R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium