Sexta, 22 de junho de 2018
(86) 99915-1055
Geral - Recomendação

Postada em 29/01/2018 ás 17h09 - atualizada em 29/01/2018 ás 17h15

Publicada por: Bruna Dias

TCE recomenda que municípios piauienses não realizem carnaval
O ofício comunicando a decisão vai ser enviado aos 224 municípios piauienses.
TCE recomenda que municípios piauienses não realizem carnaval

Sessão plenária do TCE-PI (Foto: Divulgação/TCE-PI)

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) aprovou na sessão plenária de quinta-feira (25) recomendação aos municípios em dificuldades financeiras ou com decretos de emergência ou de calamidade para que evitem gastar dinheiro na realização de festas carnavalescas este ano. O ofício comunicando a decisão vai ser enviado aos 224 municípios piauienses.

Foi a primeira sessão do Pleno do TCE-PI este ano, sob a presidência do conselheiro Olavo Rebelo. A recomendação, proposta pelo procurador-geral do Ministério Público de Contas (MPC), Plínio Valente, diz que devem se abster de realizar festas de carnaval todos os municípios que tiverem decretado estado de emergência ou calamidade pública, com atraso nos salários de servidores e pagamentos de fornecedores e com débitos junto ao Regime Próprio de Previdência Social (RPPS).

A decisão atinge ainda os municípios que estejam enfrentando dificuldades financeiras que impliquem em restrições à prestação de serviços públicos de saúde e/ou de educação. Plínio Valente justificou que não faz sentido municípios com decreto de emergência e que não conseguem pagar servidores e fornecedores bancarem festas carnavalescas e contratos com bandas e atrações musicais.

O conselheiro-substituto Jaylson Campelo alertou que os gestores que decretaram emergência ou calamidade, e que estejam com salários e pagamentos em atraso, ficarão sujeitos a penalidades caso desconheçam essa situação de crise e patrocinem festas carnavalescas. O conselheiro Kléber Eulálio lembrou, porém, que normalmente os municípios realizam festas carnavalescas com recursos de emendas parlamentares, e propôs que, em vez de notificados, como previa o texto inicial, os gestores sejam recomendados a não realizar festas com recursos do orçamento do município.

O conselheiro Luciano Nunes disse ser contra a restrição à realização de eventos festivos e culturais pelas prefeituras, porque, segundo observou, essas festas atraem visitantes e geram renda para os municípios. Por maioria de votos, a proposta do MPC foi aprovada com a modificação proposta pelo conselheiro Kléber Eulálio.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista R10

»

Francisco Ayres-PI Por R10 municípios

Secretaria municipal de saúde realiza campanha de verminose em escola do município

Cabeceiras do Piauí Por Francisco Rocha

Vereadores de Cabeceiras solicitam reforço do policiamento no município

Conceição do Canindé-PI Por Roni Silva

Programa Criança Feliz Realiza Encontro com usuários

São Pedro do Piauí Por Adriano Sousa

Corte do bolo de 81 anos de São Pedro contou com W. Dias, deputados e prefeitos regionais.

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

Francisco Limma (PT) desafia a oposição a provar denúncias

Mais lidas da semana

»

© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium