Terça, 17 de julho de 2018
(86) 99915-1055
Geral - Decisão

Postada em 26/03/2018 ás 11h45 - atualizada em 26/03/2018 ás 17h26

Publicada por: Bruna Dias

Fonte: MPPI

Justiça suspende pagamento de pensão à viúva de ex-prefeito do Piauí
A mulher estava recebendo de forma ilegal uma pensão no valor de R$ 9.838,50.
Justiça suspende pagamento de pensão à viúva de ex-prefeito do Piauí

Foto: Gustavo Miranda

O Ministério Público do Piauí obteve decisão favorável em Ação Civil Pública (ACP) proposta pela Promotoria de Justiça de Porto do Piauí. O juiz Ulysses Gonçalves da Silva Neto, da Vara Única de Porto, deferiu os pedidos feitos pela promotora de Justiça Áurea Madruga, autora da ACP e titular da PJ de Porto, que solicitou a suspensão do pagamento de pensão à viúva do ex-prefeito do município de Nossa Senhora dos Remédios, Francisco Pessoa de Brito, e atual secretária de Finanças da cidade, Silvania Oliveira Santos de Brito.

A representante da instituição ministerial afirmou na ACP que a esposa do ex-gestor municipal estava recebendo de forma ilegal uma pensão, requerida após a morte de seu marido, no valor de R$ 9.838,50. A solicitação foi indeferida pelo setor jurídico de Nossa Senhora dos Remédios, através de parecer emitido em junho de 2016, mesmo existindo base legal para o pedido de pensão, previsto no artigo 22, inciso II da Lei Orgânica de Nossa Senhora dos Remédios.

Após a negativa do município, Silvania Oliveira Santos de Brito ingressou junto ao Judiciário solicitando a concessão de liminar para receber o benefício, o que também foi negado. Entretanto, a gestora das finanças do município recebeu entre maio de 2017 e fevereiro deste ano mais de R$ 100 mil reais na forma de pensão.

Tendo em vista a ilicitude do pagamento da pensão, o Ministério Público Estadual requereu ao Poder Judiciário a suspensão imediata do pagamento do benefício, o que foi acatado pelo Judiciário. Caso descumpra a determinação, o município de Nossa Senhora dos Remédios pagará multa de R$ 15 mil reais. Outro pedido feito MPPI e atendido pela Justiça foi a determinação da indisponibilidade dos bens de Silvania Oliveira Santos de Brito por meio do bloqueio de valores junto ao BACENJUD, no montante total de R$ 108.223,50 para ressarcimento dos cofres públicos pelos valores pagos a viúva do ex-prefeito.

Além disso, o juiz solicitará à Receita Federal cópias das declarações de imposto de renda de Silvania Oliveira Santos de Brito referentes aos últimos cinco anos. A secretária terá o prazo de 15 dias para apresentar suas contestações à decisão proferida.

 
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Amarante-PI Por Diogo Costa

Prefeitura Municipal de Amarante conclui Calçamento da Baixa Verde

Altos-PI Por Jair Fran

Educadores de Altos participam de Seminário do Pacto pela Alfabetização na Idade Certa

Guadalupe-PI Por Euclides Alves

Será realizado neste sábado, o 1º Arraiá da Associação do Bairro Cruzeta

Francisco Ayres-PI Por R10 municípios

Confira as atrações do Festival de Verão de Francisco Ayres

Lagoinha do Piauí Por Mysael Santana

Secretaria de Educação através da Escola Antônio Basílio realiza III edição do Arraiá Educar

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium