Terça, 25 de setembro de 2018
(86) 99915-1055
[email protected]
(86) 999558517
Oeiras

Oeiras

Thainah Cortez Correspondente do município.

[email protected]

(86) 999558517

Cidades -

Postada em 29/03/2018 ás 23h00 - atualizada em 30/03/2018 ás 00h52

Publicada por: Thainah Cortez

Fonte: G1 Piauí

Família de mineiros participa pela primeira vez da Procissão do Fogaréu em Oeiras
Convidados por família oeirense, mineiros se encantam com a tradicional procissão das luzes na cidade de Oeiras. Expectativa é de que sete mil fieis participem da caminhada.
Família de mineiros participa pela primeira vez da Procissão do Fogaréu em Oeiras

A família Vilela, do estado de Minas Gerais, participou pela primeira vez da tradicional Procissão do Fogaréu na noite desta quinta-feira (29) na cidade de Oeiras, a 271 km de Teresina. Convidados por uma família de amigos oeirenses, os mineiros se encantaram com as luzes das lamparinas de milhares de fiéis que percorreram a cidade seguindo a tradição de mais de 150 anos.

 

O casal Maria e Luciano Vivela, acompanhados do filho David, conheceram a procissão através de um vizinho, que é natural da cidade de Oeiras. “Em cada ano vamos a um lugar diferente. Ano passado participamos da semana santa em Ouro Preto, Minas Gerais, e esse ano estamos aqui”, contou Luciano Vilela.

 

Como manda a tradição, apenas os homens carregam as lamparinas que iluminam as ruas da cidade, enquanto as mulheres se reúnem em oração na Igreja Matriz enquanto a caminhada acontece. “Em Ouro Preto participamos da tradição de pintar o chão.

 

Não tem muito a ver, mas foi emocionante! Acho que hoje vai ser emocionante também”, disse David, de 16 anos. Durante a tarde, ele e o pai prepararam-se comprando as tradicionais lamparinas da Procissão do Fogaréu.

 

A pedagoga Maria Marquês, de 38 anos, a mãe de David, contou que se emocionou durante a missa proferida na Igreja da Matriz, onde ela ficou rezando durante a procissão. “É uma experiência coletiva de fé. A gente veio com uma expectativa muito grande de um encontro com Deus através dos irmãos. Eu acho que foi isso que nos trouxe até aqui”, comentou Maria.

 

A família Vilela foi recebida na casa de Isabel Cristina, irmã dos vizinhos de Luciano e Maria. “A gente recebe com muita atenção. Quando meus irmãos que moram fora trazem os amigos, é como se fossem irmãos!”, disse Isabel. Para ela, a Procissão do Fogaréu carrega um forte sentimento de pertencimento e união entre os que participam, tanto os homens nas ruas como as mulheres nas igrejas.

 

 

 

Tradição de 150 anos

Somente homens participam da Procissão do Fogaréu, que acontece há mais de 150 anos na cidade de Oeiras. Eles saem da Igreja de Nossa Senhora da Vitória, no início da noite, e percorrem as ruas da cidade carregando as lâmpadas. Toda a cidade fica às escuras, iluminada apenas pela luz das lamparinas.

“Eles representam os soldados que partiram em busca de Jesus para prendê-lo”, explicou o bispo Dom Edilson Nobre, que acompanhou a procissão. “Mas aqui são soldados diferentes, são aqueles que conhecem a história de Jesus e o que ele significa na vida da gente. O que a gente propõe é que todos os homens e mulheres que buscam Jesus possam encontrar em Cristo uma luz”, disse o bispo.

Segundo a tradição, as mulheres ficam em casa ou na Igreja da Matriz rezando enquanto os homens fazem o percurso. A expectativa da organização da Procissão do Fogaréu é de que sete mil homens participem da procissão, rezando e cantando pelas ruas de Oeiras.

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Revista ADV
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium