Terça, 17 de julho de 2018
(86) 99915-1055
Brasil - Operação Xeque-Mate

Postada em 03/04/2018 ás 08h40 - atualizada em 03/04/2018 ás 08h55

Publicada por: Redação

Prefeito e vereadores são presos em operação da Polícia Federal
Nas investigações a PF descobriu que o grupo criminoso atuava em dois núcleos.
Prefeito e vereadores são presos em operação da Polícia Federal

Foto: PF

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira, 3, a operação Xeque-Mate para desarticular um suposto esquema que teria a participação de integrantes dos poderes executivo e legislativo de Cabedelo, na Paraíba. A ação é em parceria com o Ministério Público estadual.

De acordo com a PF, os desvios de dinheiro público envolvem as principais autoridades municipais. São cumpridos 11 mandados de prisão preventivas, 15 sequestros de imóveis e 36 de busca e apreensão expedidos pelo Tribunal de Justiça da Paraíba. Entre os alvos de prisão preventiva estão o prefeito da cidade, Leto Viana, e cinco vereadores. Outros cinco vereadores foram afastados do cargo.

Segundo o site Estadão, além de autorizar os mandados de prisão e busca, a Justiça mandou afastar 85 funcionários públicos da cidade de 68 mil habitantes que fica na região metropolitana de João Pessoa, capital da Paraíba. Entre os afastados estão o vice-prefeito, Flávio de Oliveira, e o presidente da Câmara Municipal, Lúcio José, ambos do PRP.

Nas investigações a PF descobriu que o grupo criminoso atuava em dois núcleos, um instalado no poder executivo e outro no legislativo. Os dois atuavam sob o comando do prefeito da cidade e tinham como integrantes outros 74 funcionários públicos.

A PF mapeou desvios que vão desde fraude a licitações até propina paga para a aprovação ou rejeição de projetos de lei. Outro tipo de desvio investigado é a devolução de funcionários comissionados de parte dos salários para os políticos que os nomearam.

“Foram constatadas ainda doações fraudulentas de imóveis do patrimônio público municipal, bem localizados e de alto valor, para empresários locais sem que houvesse critérios objetivos para a escolha do beneficiado”, diz a PF.

Os envolvidos responderão por formação de organização criminosa, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e fraude licitatória. O prefeito responderá ainda por crime de responsabilidade.

A Secretaria de Comunicação Social e Institucional ainda não tem um pronunciamento sobre as investigações da Operação Xeque-Mate. 

As defesas do prefeito e dos vereadores ainda não se pronunciaram.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Amarante-PI Por Diogo Costa

Prefeitura Municipal de Amarante conclui Calçamento da Baixa Verde

Altos-PI Por Jair Fran

Educadores de Altos participam de Seminário do Pacto pela Alfabetização na Idade Certa

Guadalupe-PI Por Euclides Alves

Será realizado neste sábado, o 1º Arraiá da Associação do Bairro Cruzeta

Francisco Ayres-PI Por R10 municípios

Confira as atrações do Festival de Verão de Francisco Ayres

Lagoinha do Piauí Por Mysael Santana

Secretaria de Educação através da Escola Antônio Basílio realiza III edição do Arraiá Educar

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium