Quarta, 19 de setembro de 2018
(86) 99915-1055
Política - STF

Postada em 04/04/2018 ás 08h41

Publicada por: Bruna Dias

Saiba o que pode acontecer com Lula após julgamento de habeas corpus
O ex-presidente já teve a condenação confirmada em segunda instância.
Saiba o que pode acontecer com Lula após julgamento de habeas corpus

Lula (Foto: Reprodução)

O julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quarta-feira (4) pelo Supremo Tribunal Federal (STF) definirá se e quando ele poderá ser preso por causa da condenação por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex em Guarujá (SP).

O ex-presidente já teve a condenação confirmada em segunda instância – no caso, pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre.

 

A defesa dele recorreu ao STF por meio de um habeas corpus preventivo para evitar a prisão e o início do cumprimento da 12 anos e 1 mês de prisão. Os advogados argumentam que a Constituição só prevê a execução da pena após esgotados os recursos em todas as instâncias da Justiça.

 

No julgamento, os 11 ministros da Corte definirão se Lula pode começar a cumprir a pena após o fim da tramitação do processo na segunda instância ou se pode recorrer em liberdade por mais tempo.

De acordo com o G1, se a maioria dos ministros aceitar o habeas corpus e evitar a prisão de Lula, há três possibilidades:

Permitir que Lula recorra da condenação em liberdade até o chamado “trânsito em julgado” do processo, ou seja, até o esgotamento de todos os recursos possíveis no Judiciário, contando a terceira instância (no caso, o Superior Tribunal de Justiça) e a quarta instância (o próprio STF), como pede a defesa;

Deixar que ele recorra em liberdade até a decisão final sobre a condenação em terceira instância (no STJ);

Permitir que ele fique livre até uma decisão definitiva do STF, que valha para qualquer cidadão, sobre a possibilidade de se iniciar a pena após condenação em 2º instância - a presidente da Corte, Cármen Lúcia, já disse que não há previsão de que o Supremo analise novamente esse assunto.

Se, por outro lado, a maioria negar o pedido de Lula e permitir a prisão após a condenação da segunda instância, a execução da pena ainda dependerá de mais alguns passos no TRF-4.

Embora o TRF-4 já tenha negado, no último dia 26, um recurso ao próprio tribunal contra a condenação, chamado embargos de declaração, Lula não foi preso por força de um salvo-conduto concedido pelo STF antes, no dia 22, quando começou o julgamento do habeas corpus na Corte.

Agora, a defesa já manifestou intenção de apresentar um segundo recurso ao TRF-4 e tem até o dia 10 de abril para protocolá-lo. Segundo a assessoria do tribunal, só após a rejeição dessa nova apelação pela Oitava Turma do TRF-4, mesmo colegiado que julgou o processo, será considerada esgotada a jurisdição de segunda instância.

Se isso acontecer e se o STF permitir a execução da pena, o TRF-4 enviará um ofício ao juiz federal Sergio Moro, que condenou Lula na primeira instância da Justiça Federal, comunicando a decisão. Nesse caso, caberá a ele mandar a Polícia Federal prender o ex-presidente.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

São Pedro do Piauí Por Mário Paiva

Ruas de São Pedro do Piauí recebem asfalto

Valença Por Thiago Maciel

Dr. Pessoa ganha na capital com ampla vantagem, aponta Datamax

Beneditinos Por Cascatinha Pessoa

Equipe da Secretaria de Saúde de Beneditinos visitam município vizinho

Floriano Por Ilizianny de Carvalho

Secretaria de Assistência Social conclui curso de produção de salgados

São Francisco - MA Por R10 municípios

LUTO: Morre Ex-vereador de São Francisco do Maranhão Assis Paraibano

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium