Quinta, 26 de abril de 2018
(86) 99915-1055
[email protected]
(86) 98104-5810
Cabeceiras do Piauí

Cabeceiras do Piauí

Francisco Rocha Francisco Rocha é blogueiro do Município de Cabeceiras do Piauí

[email protected]

(86) 98104-5810

Inundação

Postada em 09/04/2018 ás 16h12 - atualizada em 10/04/2018 ás 12h07

Publicada por: Francisco Rocha

Fonte: Cidadeverde.com

Comunidades rurais de Cabeceiras estão em estado de alerta por conta de vazão da Barragem do Bezerro
O risco maior é se as águas do açude da cidade de José de Freitas vierem a romper a barragem, elas irão desaguar diretamente no rio Maratoan, que passa bem próximo da comunidade Malicial
Comunidades rurais de Cabeceiras estão em estado de alerta por conta de vazão da Barragem do Bezerro

O nível da água reduziu em 16 cm, mas a situação ainda é de alerta

A Defesa Civil do Estado divulgou comunicado de alerta no início da tarde desta segunda-feira (9) para a retirada de mais famílias ribeirinhas e, desta vez, são nos municípios de Barras, Esperantina, Batalha e Cabeceiras. Os prefeitos das cidades já foram comunicados. Com a vazão das águas na Barragem do Bezerro, para evitar o rompimento, aumentou o volume no rio Marataoan e a ameaça de invadir residências.

“O rio Marataoan recebeu um volume de água e vai afetar as famílias ribeirinhas nos quatros municípios por isso estamos orientando a retiradas dos moradores, devido o risco de alagamentos”, disse Vitorino Tavares, diretor da Defesa Civil.

Segundo ele, mais de 70 famílias já foram retiradas em José de Freitas de ontem para hoje.  “Algumas pessoas estão relutando em sair das casas, mas o Exército e o Corpo de Bombeiros estão conversando com as famílias”.

Atualizada em 10/04/2018,  às 12:05 hs

Segundo informou a assessoria de comunicação da Prefeitura de Cabeceiras, na manhã desta segunda (9) o prefeito municipal José Joaquim e equipe da Defesa Civil fizeram vistorias nos pontos mais críticos onde houve e poderão ocorrer enchentes no município para que sejam tomadas as medidas cabíveis de emergência.

Ainda nesta segunda o prefeito esteve reunido com as comunidades Jenipapeiro e Lagoa de Dentro, juntamente com o major Felipe do Corpo de Bombeiros, informando sobre os reais riscos de permanência dos moradores nas suas residências, orientando a procura por locais mais altos até uma nova avaliação da Defesa Civil.

Na ocasião foi feito o alerta à comunidade Malicial sobre o alto nível das águas na região, que também foi visitada pela equipe. O risco maior nesta área é se as águas do açude da cidade de José de Freitas vierem a romper a barragem, elas irão desaguar diretamente no rio Maratoan, que passa bem próximo da comunidade Malicial.

A vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho (PP) esteve na cidade de José de Freitas-PI, por volta do meio-dia desta segunda-feira (9), onde se reuniu com os técnicos que continuam trabalhando para tentar evitar o rompimento da Barragem do Bezerro, naquele Município, e com os prefeitos Roger Linhares (José de Freitas), José Joaquim (Cabeceiras-PI) e Carlos Monte (Barras-PI), cujos municípios também já sofrem com enchentes.

Na reunião, os prefeitos José Joaquim (Cabeceiras-PI) e Carlos Monte (Barras-PI) demonstraram preocupação e pediram ajuda a vice-governadora Margarete Coelho porque o grande volume de água que está saindo da Barragem do Bezerro, pelo sangradouro que foi alargado e aprofundado em quatro metros e pelo buraco que já existe no paredão da barragem, essa água vai entrar no Rio Marataoan e com isso atingir os seus municípios, que já vem sofrendo com alagamentos em razão das fortes chuvas que vem caindo na região.

O prefeito José Joaquim revelou durante a reunião em José de Freitas, que na manhã deste sábado (7)  a PI-113 chegou a ser tomada pela água das chuvas entre as cidades de José de Freitas e Cabeceiras e que em seu município já rompeu um açude e 30 famílias estão ameaçadas de perder as suas casas. Na ocasião, a vice-governadora determinou que uma equipe da Defesa Civil do Estado fosse até o município de Cabeceiras do Piauí para ver de perto a situação que foi narrada pelo prefeito José Joaquim.

Os engenheiros que estão acompanhando toda a situação afirmam que em caso de vir a ocorrer o rompimento da barragem, a água fará estragos por cerca de 15 quilômetros. Está previsto para nesta terça-feira (10) chegar a José de Freitas-PI, um engenheiro que é especialista em barragens, que irá fazer uma análise mais aprofundada de toda a situação da Barragem do Bezerro, que foi inaugurada em 1994.

*Com informações do Cidadeverde.com e Saraivareporter.com

Edição: Francisco Rocha

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Revista R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium