Terça, 21 de agosto de 2018
(86) 99915-1055
Política - Presidenciável

Postada em 09/05/2018 ás 11h11 - atualizada em 09/05/2018 ás 11h17

Publicada por: Redação

Bolsonaro diz que vai apresentar 'o pior programa do mundo'
O presidenciável argumentou que será o pior “porque será verdadeiro”.
Bolsonaro diz que vai apresentar 'o pior programa do mundo'

Foto: Nilson Bastian/Câmara dos Deputados

O deputado Jair Bolsonaro (PSL), líder nas pesquisas para a Presidência da República, anunciou que vai apresentar “o pior programa de governo do mundo”, informou a colunista do O Globo, Lydia Medeiros.

O presidenciável argumentou que será o pior “porque será verdadeiro”. Por enquanto, ele tem falado mais sobre o que não vai fazer, sem dizer o que de fato pretende fazer, caso seja eleito. Na área da segurança, por exemplo, diz que não vai renovar a intervenção militar no Rio nem promover ações em outros estados. Mas não indica alternativas contra o aumento da criminalidade nas zonas urbanas, como ficou claro ontem, em evento organizado pelo site Poder 360, em Brasília.

Bolsonaro é confuso ao tratar de Previdência. Estuda propor um “novo sistema” para os jovens, para evitar uma transição “tumultuada”. Mas afirma, também, que a venda de estatais pode bancar o custo da transição na reforma previdenciária. Define-se como liberal na economia, deseja a independência do Banco Central e privatizações — mas teme a entrega de áreas “estratégicas” à China, como a exploração mineral, porque “é um regime totalmente diferente do nosso”. Sua receita para sair da crise? “Rodando a economia”.

Não é claro sobre o significado. Imagina reduzir a burocracia e os ministérios — de 30 para 15. Pensa em acabar com Meio Ambiente, fundindo-o à Agricultura. Sobre Petrobras e o pré-sal, não os considera prioritários: “O ciclo do petróleo acabou.”

Jair Bolsonaro acha que encarna o "novo" na eleição presidencial deste ano e disse acreditar que estará no segundo turno contra o "candidato que o PT apoiar".  Afirma que, se houver união dos candidatos do campo do centro, a disputa ficará mais fácil: "Vão se juntar todos para eu dar um tiro só". 

O candidato diz pretender mudar a forma de governar no Brasil e adiantou que quer colocar um militar no comando do Ministério da Defesa. 

Em relação a pistolas, Bolsonaro reiterou que quer armar a população. Acha que, se há uma guerra no país, os dois lados devem poder atirar, não apenas os bandidos. "Tem que parar de ter pena de vagabundo, de achar que pode ser reciclado. Não vai ter futuro", disse.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Floriano Por Ilizianny de Carvalho

SEMDAS promove ação social no bairro São Cristovão

Brasileira Por Giva Ferreira

Campanha Agosto Dourado: Mês do aleitamento materno em Brasileira

Agricolândia-PI Por Gilberto Alencar

Abertura dos festejos do Buraco Dágua será com Chico Seresteiro e banda

Olho D'água do Piauí Por Jô Mendes

Dia dos pais foi comemorado na escola municipal Olho D'água

São João da Serra Por Cosme Jales

Calendário para cadastro Garantia Safra disponível em São João da Serra

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium