Segunda, 20 de agosto de 2018
(86) 99915-1055
CONPIALPER superbanner posição 3
Brasil - CNH

Postada em 06/06/2018 ás 17h17

Publicada por: Redação

Fonte: Agência Brasil

STJ autoriza suspensão da carteira de motorista de devedores
O mesmo recurso pedia a suspensão do passaporte de devedores e a ação foi rejeitada por unanimidade pelos ministros.
STJ autoriza suspensão da carteira de motorista de devedores

Foto: Reprodução

A Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou o recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para que inadimplentes regularizem os débitos. Mas a ação movida para que o mesmo ocorresse com o passaporte foi rejeitada pelos ministros. Para a maioria, a medida é desproporcional e afeta o direito de ir e vir.

A decisão servirá de precedente para casos semelhantes (jurisprudência). O recurso foi apresentado ao STJ em razão de definição da 3ª Vara Cível da Comarca de Sumaré (SP) que deferiu os pedidos de suspensão do passaporte e da carteira de motorista de um réu cuja dívida era de R$ 16.859,10.

O ministro Luís Felipe Salomão, relator da ação no STJ, no entanto, ressaltou que o réu manterá seu direito de circulação, mas sem dirigir. “Inquestionavelmente, com a decretação da medida, segue o detentor da habilitação com capacidade de ir e vir, para todo e qualquer lugar, desde que não o faça como condutor do veículo.” No caso de motoristas profissionais, a Justiça deverá avaliar individualmente a situação.

Passaporte

O mesmo recurso pedia a suspensão do passaporte de devedores e a ação foi rejeitada por unanimidade pelos ministros da Quarta Turma do STJ. A turma entendeu que a suspensão do passaporte, no caso, viola o direito constitucional de ir e vir e o princípio da legalidade.

Segundo Salomão, a retenção do passaporte é medida possível, mas deve ser fundamentada e analisada caso a caso. O ministro afirmou que, no caso julgado, a coação à liberdade de locomoção foi caracterizada pela decisão judicial de apreensão do passaporte como forma de coerção para pagamento de dívida.

Porém, o relator destacou que o reconhecimento da ilegalidade da medida consistente na suspensão do passaporte do paciente, na hipótese em análise, não significa afirmar a impossibilidade dessa providência coercitiva em outros casos.

“A medida poderá eventualmente ser utilizada, desde que obedecido o contraditório e fundamentada e adequada a decisão, verificada também a proporcionalidade da providência”, destacou.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

São João da Serra Por Cosme Jales

Pais são homenageados na Igreja O Brasil Para Cristo

Água Branca-PI Por Lenno Oliveira

Secretária de Educação de Água Branca participa de fórum em Recife

Floriano Por Ilizianny de Carvalho

Prefeito Joel visita obras do conjunto habitacional Alto da Cruz

Barra D'alcântara Por Cleiton Brito

Secretaria de Assistência Social Realizará nesta terça-feira a VI Conferência Municipal

Corrente-PI Por Aline Moura

No seu segundo ano de gestão o prefeito Murilo Mascarenhas tem aprovação popular de 73%

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
TV R10 Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium