Segunda, 14 de Junho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

32°

23° 32°

Teresina - PI

Últimas notícias
Esportes VAR
19/06/2018 08h24 Atualizada há 3 anos
Por: Redação

CBF pede gravações do jogo entre Brasil e Suíça

Foto : Divulgação/Fifa
Foto : Divulgação/Fifa

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) encaminhou, nessa segunda-feira(18), um ofício à Fifa questionando os procedimentos adotados pelo Video Assistant Referee (VAR) na partida entre Brasil e Suíça, válida pela primeira rodada do Grupo E da Copa do Mundo. A entidade quer as gravações das conversas.

No documento, a CBF solicita esclarecimentos em relação ao cumprimento do Protocolo VAR - Versão 8, que prevê, em seu item 2, quatro decisões revisáveis: gols, decisões em penais, cartão vermelho direto e identidade equivocada.

A CBF requer da Fifa a razão pela qual a tecnologia não foi utilizada em lances capitais da partida.

Continua depois da publicidade

Confira trechos da carta

"A CBF gostaria de dividir com a Fifa sua certeza numa implementação certa e efetiva da tecnologia do VAR. Então, a CBF respeitosamente pede que sejam fornecidos o vídeo e o áudio do VAR, para verificar o que realmente aconteceu.

50º minuto: na ação, que levou ao gol da Suíça, é claro que o jogador brasileiro Miranda foi empurrado e deslocado pelo autor do gol. Zuber puxa Miranda em duas diferentes ocasiões com as duas mãos. A segunda ocasião é mais clara, porque os corpos dos dois jogadores estão mais distantes. A ação caracteriza uma falta clara, que resultou numa vantagem para Zuber, pois Miranda foi incapaz de alcançar a bola. O árbitro não marcou falta, e Zuber fez o gol decisivo.

74º minuto: falta do zagueiro da Suíça Manuel Akanji sobre o atacante brasileiro Gabriel Jesus, a qual, tendo sido feita na área, teria causado um pênalti a favor do Brasil. Jesus, que tinha a bola na área da Suíça numa clara chance de fazer o gol, foi agarrado, também com as duas mãos, por Akanji, que o derrubou e cometeu um pênalti. O árbitro, no entanto, não interveio e deixou o lance seguir normalmente".

Fonte: O Dia
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp