Terça, 24 de Maio de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

29°

22° 32°

Teresina - PI

Últimas notícias
Teresina Paralisação da frota
21/06/2018 09h09 Atualizada há 4 anos
Por: Vitória Vivian

Strans cadastra ônibus para atender usuários de transporte coletivo

Desde a meia noite desta quinta-feira (21) o sistema de transporte coletivo está paralizado em Teresina. O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários de Teresina (Sintetro-PI) cobra o pagamento de salários atrasados.

A Strans, por sua vez, iniciou o cadastro de ônibus e vans para atender os usuários do transporte público nesta quinta-feira (21). O objetivo da ação é oferecer o serviço para evitar problemas durante a paralisação de motoristas e cobradores movimento iniciado desde a meia-noite.

Foto: PMT
Foto: PMT

De acordo com Gerente de Planejamento da Strans, Denilson Guerra, o cadastro será feito para tentar minimizar os prejuízos para os usuários. “Faremos uma vistoria completa dos veículos, assim garantiremos a segurança do usuário. Vamos cadastrar a maior quantidade de carros possível, para que as pessoas não fiquem prejudicadas”, afirma.

Para os usuários, é importante ressaltar que os estudantes devem apresentar a carteira de estudante para terem direito a meia passagem em dinheiro.

A assessoria do Setut (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina),  informou ao R10 que cabe a Prefeitura Municipal de Teresina resolver as questões relacionadas ao pagamento dos trabalhadores e que o Setut acompanha de perto as negociações.

Veja nota da Strans na integra

Mesmo após ter sido acertado em reunião ocorrida no Tribunal Regional Trabalho, na tarde dessa quarta-feira dia 20, de que a Prefeitura Municipal de Teresina faria o repasse para as empresas prestadoras do serviço de transporte público, para que as mesmas pudessem realizar o pagamento do adiantamento salarial neste dia 21, dos motoristas e cobradores, o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte (Sintetro) não conseguiu evitar que o sistema amanhecesse sem seu funcionamento normal.

Dessa forma, o Setut lamenta imensamente os transtornos ocasionados, mas informa à população teresinense que a ocorrência dessa instabilidade financeira se deve ao fato de a Prefeitura possuir uma dívida junto aos quatro consórcios que operam na cidade, no valor de mais de R$ 12 milhões, somente do ano de 2017.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp