Sábado, 28 de Maio de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

30°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
Brasil Aplicativo
21/06/2018 10h20 Atualizada há 4 anos
Por: Ascom

Golpe no WhatsApp para consulta ao PIS afeta 116 mil pessoas

Mais um golpe atingiu os usuários do WhatsApp. Se aproveitando do início do pagamento dos recursos do PIS-Pasep, iniciado na última segunda-feira (18) em todo o país, hackers estão distribuindo links maliciosos que ofereceriam a possibilidade de verificar o saldo a ser recebido. Cerca de 116 mil pessoas foram atingidas apenas nas últimas 24 horas, de acordo com informações do dfndr lab, do PSafe.

Além de mensagens no WhatsApp, a ameaça continua ganhando escala através de notificações enviadas para uma base de usuários que já caíram em golpes anteriores. Segundo o laboratório de cibersegurança, mais de 100 mil pessoas fazem parte da base que permitiu o envio do conteúdo malicioso.

Foto: Reprodução/IPNews
Foto: Reprodução/IPNews

A forma de disseminação é semelhante a outros golpes ocorridos em 2018. Ao clicar no link nas notificações, os usuários são direcionados para uma página com um texto que, supostamente, seria da Caixa Econômica Federal, indicando a liberação do benefício. “PIS salarial pra quem trabalhou entre 2005 à 2018 no valor de R$ 1.223,20”, diz a página do golpe.

Após algumas perguntas pessoais, como "Você trabalhou com carteira assinada entre 2005 a 2018?” ou “Você está registrado atualmente?”, a fraude incentiva o usuário a compartilhar com 30 amigos ou grupos do WhatsApp para, finalmente, finalizar o processo e realizar o saque do valor.

O TechTudo entrou em contato com o dfndr lab a respeito do domínio usado neste golpe, de final ".top", pois ele já havia aparecido em outras campanhas maliciosas no passado. O laboratório confirmou esta informação e acrescentou que isso demonstra que o hacker tem apenas mudado o tema. Enquanto este domínio não for bloqueado, ele ainda poderá ser aproveitando em novos golpes.

Foto: Divulgação/DFNDR Lab

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp