Quarta, 17 de outubro de 2018
(86) 99915-1055
[email protected]
86 8118-6105
São João do Arraial-PI

São João do Arraial-PI

Leônidas Silva Correspondente do município.

[email protected]

86 8118-6105

Cidades - Política

Postada em 22/06/2018 ás 11h34

Publicada por: Leônidas Silva

Fonte: Alepi

Francisco Limma (PT) desafia a oposição a provar denúncias
Limma atribuiu à campanha eleitoral as sucessivas denúncias feitas pelos adversários do governo Wellington Dias.
Francisco Limma (PT) desafia a oposição a provar denúncias

Foto: Facebook/Limma

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Francisco Limma (PT), desafiou a oposição a apresentar as provas das sucessivas denúncias que vem fazendo na tribuna. Limma rebateu o discurso da oposição, que voltou a acusar o governador Wellington Dias de desvio de recursos com base em relatório preliminar dos auditores do Tribunal de Contas do Estado. Limma lembrou que o mesmo aconteceu com o empréstimo do Finisa I, quando se falou em “quadrilha” e “desvio de recursos” e que depois ficou provado que não havia nenhuma irregularidade.

 

“Além de um espaço de debate, o plenário serve para um estudo da psicologia humana, uma clínica de psicologia. A vida é um eterno processo de aprendizagem de crescimento. Se deixarmos o rancor, o ódio, as mágoas tomarem conta da gente, terminamos regredindo. São atitudes que não ajudam no crescimento pessoal. Há pouco tempo, nós tivemos um debate muito acirrado de um relatório preliminar também elaborado e divulgado pelos auditores do Tribunal de Contas. Sem qualquer aprofundamento do debate, sem o contraditório, foi feito um estardalhaço do tamanho do mundo de que havia corrupção desvio de dinheiro, roubo, obras pagas sem terem sido feitas”.

 

Limma afirmou que a oposição usa novamente um relatório preliminar do TCE-PI para acusar o governo de montar uma organização criminosa no Piauí.

“Usando as expressões dos oradores naquela época, de que era ação do crime organizado, que tomava de conta do Piauí, com base num relatório preliminar. Isso contaminou a imprensa e chegou a opinião pública de uma forma célere e deturpada. Qual não foi o estrago provocado por essa inverdade divulgada pelo time do quanto pior melhor? Essas denúncias foram feitas e atrasaram em muito algumas obras que estavam sendo executadas e que são importantes para a melhoria da qualidade de vida da população dos municípios”, lamentou.

 

Limma atribuiu à campanha eleitoral as sucessivas denúncias feitas pelos adversários do governo Wellingtoin Dias. “Tudo em nome de um termômetro que se aquece em ano eleitoral. Um debate que se acirrar em função de uma disputa eleitoral que se avizinha. É preciso refletir. Esses acusadores tiveram que murcham as orelhas depois que o próprio Tribunal de Contas divulgou um relatório do conselheiro relator Kennedy Barros e que foi confirmado pelo pleno do Tribunal de Contas do Estado”.

 

O mesmo aconteceu com o relatório preliminar do Tribunal de Contas da União, que também foi derrubado, lembrou o deputado. “O TCU tomou uma decisão isenta, afirmando que os recursos tinham que ser liberados para não prejudicar milhões de piauienses. A oposição agora chega com outro relatório querendo fazer o mesmo estardalhaço de 15 dias depois desse primeiro relatório tem sido derrubado. A gente precisa ter maturidade responsabilidade compromisso com Piauí acima de qualquer coisa. Não é pegar um relatório preliminar, sem contraditório, sem nenhuma resposta dos que foram acusados, e sair acusando de forma leviana os gestores”.

 

Francisco Limma reclamou que a expressão “crime organizado”, tem sido repetida exaustivamente no Plenário. “Essa expressão é muito utilizada no Brasil, até por aqueles que afastaram a presidenta honesta do Brasil, depois foram descobertos. O Brasil conheceu quem era que armazenava dinheiro nos apartamentos, quem transportava malas de dinheiro na calada da noite, inclusive com suspeita de transporte de dinheiro aviões oficiais. A expressão é muito presente e muitas vezes usada de forma leviana. Afirmar que alguma falha, algum indício, é crime organizado é ser leviano”.

 

O líder destacou o esforço do governador Wellington Dias em manter o equilíbrio fiscal, os contratos não honrados, em reduzir o déficit da Previdência. “Se há crime organizado, que eles digam quem é, apresente as provas. O governo do Piauí quer é evitar a grave situação vivida no Rio de Janeiro, que parcelou o salário dos servidores, atrasou pagamento fornecedores. O governo concede o reajuste possível.  Ou você quer um reajuste impossível de pagar?”

 

A oposição, acusou a liderança governista, quer que o governo atrase salários. “É o quanto pior melhor. Oposição articulou para que os recursos da Caixa Econômica Federal não chegassem. O empréstimo Caixa não vindo,  paralisava a economia do Estado, as obras. É essa psicologia que eu não entendo. Um discurso que você considera a verdade íntegra, mas que não se sustenta. É preciso fazer um bom debate”.

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Revista ADV
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium