Terça, 21 de maio de 2019
(86) 99915-1055
redacao@portalr10.com
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Internacional - As Multinacionais

Postada em 23/06/2018 ás 22h33 - atualizada em 05/08/2018 ás 21h50

Publicada por: Professor Sucupira

A SELEÇÃO CAMPEÃ DA COPA DE 2018
A campeã
A SELEÇÃO CAMPEÃ DA COPA DE 2018

A seleção das multinacionais, não importando quais as seleções que chegarão a final, mesmo sem marcar um gol, mesmo sem vencer uma partida de futebol, ela será a seleção campeã da copa do mundo de futebol da Rússia de 2018. Uma “seleção” escalada assim pela comissão técnica” da Globalização: Goleiro: Adidas; Laterais: KIA e Visa; Zagueiros: Coca-Cola e Qatar Airways; Meio de campo: HYUNDAI, Wanda Group (大连万达), Vivo e McDonald's; Atacantes: ABInbev e Hinsense. Uma Seleção poderosa e imbatível.

Seu “esquema tático” é perfeito. Mesmo sem jogar uma partida, mesmo sem vestir uma camisa, mesmo sem pátria, esta seleção define até o país que sediará este evento global. A “comissão técnica” da globalização leva em consideração a dinâmica do mercado para promover a escolha e sair campeã de toda e qualquer copa do mundo de futebol. Na lógica do mercado, inseriram no contexto a África do Sul em 2010, o Brasil em 2014 e a Rússia agora em 2018, como sedes que juntamente com a Índia – que ainda não foi escolhida para sediar este evento – formam o BRICS. Economias emergentes de atração para capital produtivo que contribuíram com 14% do total do crescimento da economia global neste período de acordo com o criador do termo BRIC, Jim O'Neill, ex-economista do Goldman Sachs.

Nesta lógica de conquistar novos consumidores, em 2022, a copa do mundo de futebol de será no Qatar e será a primeira realizada no Oriente Médio – mercado a ser conquistado com o processo de aculturação no processo de consumo de bens, ideias e informação – pela comissão técnica da Globalização.  Coincidência? De forma alguma. A escolha do Oriente médio está tudo dentro do “esquema tático” de conquistas já definida. Acabou? Não ... A comissão técnica da globalização, marcou sem jogar uma partida o golaço da consolidação do projeto do multilateralismo.

O processo continua e com abrangência espacial cada vez maior quando escolheu – para realizar a primeira copa do mundo de futebol em um bloco econômico – o NAFTA. Bloco formado pelos Estados Unidos da América, Canadá e México. É mole! No mundo da globalização a realização de um evento como a copa do mundo de futebol, é mais um “esquema tático” infalível desta supercampeã seleção.

Pronto! Falei ...

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

São João da Serra Por Cosme Jales

Mães participam de jantar na escola Cicero Lopes

São João dos Patos - MA Por Cleyton Luis

35º BPM e prefeitura de Passagem Franca assinam protocolo para o proerd

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais) Por Lucas Stefano

Preso homem que matou companheira com tiro de espingarda no MA

Belém do Piauí Por R10 municípios

Saúde realiza mobilização de combate ao aedes aegypti

Amarante-PI Por Diogo Costa

Homens são presos acusados de agredirem as esposas em Amarante

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium