Quarta, 22 de janeiro de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Geral - Pagamento

Postada em 25/10/2017 ás 09h38 - atualizada em 25/10/2017 ás 09h43

Publicada por: Bruna Sampaio

Governo do PI economiza R$ 12 milhões com abono-permanência
Com a aposentadoria dos servidores, o Estado gastaria até quatro vezes mais do que o valor investido atualmente com o pagamento adicional.
Governo do PI economiza R$ 12 milhões com abono-permanência

Para evitar a perda de profissionais qualificados do serviço público em condições de se aposentar, o governo do estado está pagando o abono de permanência, uma gratificação especial para o servidor continuar na ativa. Atualmente, 4.700 servidores recebem o abono de permanência na administração estadual e o estado desembolsa cerca de R$ 2, 6 milhões com as gratificações.

De acordo com o secretário Franzé Silva, da Secretaria da Administração e Previdência, o  servidor ao atingir o tempo de se aposentar, prazo de contribuição e idade,  é questionado se quer ir para inatividade ou continuar trabalhando. "A aposentadoria desse servidor representa um duplo prejuízo para o estado, porque ele deixaria de contribuir com o Fundo de  Previdência e a administração perderia mão de obra qualificada, que demandaria tempo para ser substituída", destaca.

A concessão de abono permanência é vantajoso para o Governo do Estado. Com a aposentadoria dos servidores, o Estado gastaria até quatro vezes mais do que o valor investido atualmente com o pagamento adicional, garante o secretário Franzé. Com o atual quadro do funcionalismo mais envelhecido, a fatura da previdência estadual, que tem um déficit anual de R$ 1 bilhão,  deverá ficar cada vez mais pesada. Hoje, a idade média dos servidores públicos do Executivo é superior a 45 anos.

Ainda em idade produtiva, muitos potenciais aposentados preferem continuar trabalhando com uma gratificação a mais. Devido ao incentivo, a servidora Eva Macedo, optou por não deixar o cargo. No funcionalismo há mais de 35 anos, ela poderia ter parado de trabalhar, mas prefere continuar na ativa. " Ficar em casa sozinha não me atrai, prefiro ficar produzindo".

O abono-permanência é um benefício que o servidor recebe quando completa o tempo necessário para se aposentar, mas decide continuar trabalhando. Como incentivo, o governo estadual passa a pagar ao servidor o mesmo valor que é descontado como contribuição previdenciária. Na prática, o governo se responsabiliza pela contribuição para o servidor que adiou a aposentadoria. A Secretaria de Administração recebe uma média mensal de 80 pedidos de implantação do abono-permanência.

Fonte: Ascom

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

Picos Por Jucelma Sales

Janeiro Branco: Juntos pela saúde mental

São Francisco do Piauí Por Abdoral Pimentel

Alunos de São Francisco do Piauí tiram notas a cima de 940 no Enem 2019

São João dos Patos - MA Por Cleyton Luis

Ganhadores da 60º extração do show de prêmios São João dos Patos da sorte

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais) Por Lucas Stefano

Deputado Rafael Leitoa prestigia confraternização da ASMAT

Floriano Por Ilizianny de Carvalho

Pentavalente chega às Unidades Básicas de Saúde de Floriano

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium