Quarta, 20 de março de 2019
(86) 99915-1055
Educação - Recursos

Postada em 07/07/2018 ás 08h12 - atualizada em 07/07/2018 ás 08h35

Publicada por: Bruna Dias

MEC libera R$ 26 milhões para o Piauí e outros cinco estados
Os estados aderiram ao Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle deste Ministério.
MEC libera R$ 26 milhões para o Piauí e outros cinco estados

Foto: Reprodução

O Piauí, Acre, Amazonas, Ceará, Paraíba, Pernambuco receberão do Ministério da Educação R$ 26 milhões em recursos suplementares para serem utilizados na criação de novas turmas de Educação para Jovens e Adultos (EJA). As unidades federativas contempladas aderiram ao Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle deste Ministério (Simec) entre 22 de maio e 3 de junho.

Como as novas turmas não podem receber recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb), elas funcionarão, neste primeiro ano, com recursos do MEC. A quantia repassada pode ser usada para remuneração e capacitação de professores, aquisição de material escolar, de alimentos e de transporte escolar.

A diretora de Políticas para a Juventude, Alfabetização e Educação de Jovens e Adultos da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) do MEC, Maria das Graças da Silva, diz que esses recursos deverão ser usados prioritariamente para o atendimento de egressos do Programa Brasil Alfabetizado, populações do campo, comunidades quilombolas, povos indígenas e pessoas que cumprem pena em unidades prisionais. “Alfabetizar pessoas que não puderam realizar ou concluir seus estudos está entre as nossas prioridades”, destaca. “Esse é um importante auxílio financeiro que estamos dando para os estados.”.

Os beneficiários da ação Novas Turmas de EJA são pessoas com 15 anos de idade ou mais, que não completaram o ensino fundamental, e com 18 anos ou mais, que não finalizaram o ensino médio. O novo aluno de EJA não pode ser custeado com recursos do Fundeb no ano de sua matrícula inicial, mas no ano seguinte. A coordenação da EJA nos estados deve informar essa matrícula no censo escolar (Educacenso), na data de cadastramento imediatamente posterior ao início das aulas, para que o aluno possa fazer jus aos recursos do Fundeb nos anos subsequentes. 

Fonte: MEC

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais) Por Lucas Stefano

Mãe é presa após torturar filho de 4 anos com frigideira quente no MA

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

Prefeitura reúne responsáveis por crianças para tratar sobre Pelotão Mirim

Água Branca-PI Por Lenno Oliveira

Na Casa do Agricultor em Água Branca

Monte Alegre do Piauí Por Lucinaldo P. Silva (Pequeno)

Secretaria Mun. de Saúde de Monte Alegre-PI, lança campanha de vacinação

Pinheiro - MA Por Ilton Barata

Carro do Prof. Algenir ferreira é abandonado pelos assassinos

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium