Quarta, 19 de Janeiro de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

25°

22° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
Saúde Saúde
20/07/2018 16h31 Atualizada há 3 anos
Por: Bruna Dias

Iaspi efetua pagamento de abril e atendimento é restabelecido

O IASPI (Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Piauí) informou que efetivou o pagamento do mês de abril à rede credenciada e a maior parte dos hospitais já recebeu hoje (20). Assim, o atendimento aos usuários do sistema IASPI Saúde/PLAMTA continua acontecendo. Inclusive, o atendimento oncológico está assegurado. A exceção é o Hospital São Marcos, que não está atendendo sequer a urgências/emergências.

“Infelizmente, houve o caso de um paciente que veio a óbito, lamentamos que tenha chegado a esse ponto, e pedimos novamente a sensibilidade dos diretores dos hospitais para que retornem às atividades“, reitera a diretora geral do IASPI, Daniele Aita, lembrando que nesse caso específico do óbito de um paciente, quem responde por omissão de socorro é o próprio hospital, que recusou atendimento. Omissão de socorro é tipificada como crime pelo artigo 135 do Código Penal. 

Foto: google maps
Foto: google maps

Diante da regularização do pagamento aos hospitais e clínicas, o IASPI recomenda aos usuários que se sintam prejudicados que denunciem através da Central do Usuário (3131-6133) das 7h-19h ou diretamente na Ouvidora do Instituto, no horário de funcionamento, informando qual o prestador que não prestou atendimento para que o Instituto possa tomar as devidas providências.

“Os hospitais que não estão atendendo já foram notificados e, caso não retornem, vamos tratar o caso como quebra de contrato. Podem até ser descredenciados. Confiamos que o bom senso vai prevalecer e quem está parado deve retomar o atendimento de imediato”, prevê a diretora do IASPI. 

No entanto, O Sindicato dos Hospitais, Clínicas, Casas de Saúde e Laboratórios de Pesquisas e Análises Clínicas do Estado do Piauí (Sindhospi) disse que os pagamentos à rede credenciada, referentes ao mês de abril, ainda não foram efetuados. Também esclareceu por meio de nota que não está sendo negado atendimento de urgência/emergência a nenhum usuário do Plamta, "pois isso implica em risco a sua saúde e a vida". "Estão suspensos apenas as consultas, cirurgias e atendimentos eletivos, os quais serão retomados tão logo os pagamentos sejam regularizados pelo governo. Portanto, não é admissível que o IASPI notifique os filiados a cumprirem o contrato, se o próprio órgão não o cumpre", disse o sindicato.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp