Sexta, 19 de Julho de 2024
Portal R10
Sexta, 19 de Julho de 2024
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99911-2276

Marcelo Barradas

Expansão

(86) 99446-2372

Últimas notícias
R10 Pet
R10 Pet
Tudo sobre o mundo dos pets.
Saúde Saúde
05/09/2023 11h55 Atualizada há 10 meses
Por: Redação

Setembro Vermelho: veja dicas de como cuidar do coração do pet

Você presta atenção no seu coração do seu amigo de quatro patas? O órgão responsável por bombear sangue é um dos mais importantes do organismo, por isso é imprescindível cuidar da saúde dele. Pensando nisso, foi criado o Setembro Vermelho, uma campanha internacional para conscientizar cada vez mais tutores sobre o assunto.

Assim como nós, os bichinhos precisam desse tipo de cuidado. Afinal, eles também podem desenvolver problemas graves no coração. Você sabia que, de acordo com pesquisas, esse tipo de doença é mais comum em cachorros na fase idosa?

(Foto: Lauren Whitaker/Pixabay)
(Foto: Lauren Whitaker/Pixabay)

Além disso, dados mostram que problemas cardiovasculares não costumam apresentar muitos sinais clínicos nos gatinhos, ou seja, os sintomas não são visíveis — mais um motivo para prestar atenção nesse assunto, não é mesmo?

Então, continue lendo para saber mais sobre a campanha Setembro Vermelho, conhecendo informações sobre as doenças, os sintomas e os cuidados necessários em relação aos pets.

Quais são as doenças cardíacas mais comuns nos pets?

É importante que todos os tutores busquem conhecimento sobre os principais problemas de saúde que podem afetar os bichinhos. Por isso, vamos compartilhar quais são as doenças cardiovasculares que costumam ser diagnosticadas em cães e gatos.

Garantir uma rotina saudável, com boa alimentação e exercícios físicos, é essencial em todos os sentidos. No entanto, algumas doenças são transmitidas por meio de genes familiares, ou seja, são hereditárias.

Portanto, é muito importante procurar informações sobre o histórico do animal para saber se existe alguma propensão ao desenvolvimento de doenças cardíacas. A campanha Setembro Vermelho existe para cada vez mais tutores adotarem esse tipo de cuidado.

Confira quais são as doenças do coração mais comuns nos pets e conheça os sintomas de cada uma. Veja quais são as formas de preveni-las e entenda como o diagnóstico precoce é importante para o tratamento ser bem-sucedido.

Doenças cardiovasculares em cachorros

Pesquisas indicam que o organismo dos cachorros de pequeno porte é mais propenso à insuficiência da valva mitral. A doença é conhecida por tosse e dificuldade respiratória. A princípio, pode parecer um problema pulmonar, mas, na verdade, está ligada ao coração.

Já nos cães de porte grande, o Setembro Vermelho adverte para a cardiomiopatia. Com este problema, os cachorros ficam com fraqueza e podem desmaiar. Em casos mais graves, a doença pode causar arritmia e provocar o falecimento súbito do animal.

Outra doença sobre a qual você já deve ter ouvido falar é a dirofilariose, mais conhecida como verme do coração. Os principais sintomas são tosse, fraqueza e respiração curta e acelerada. A contração acontece por meio da picada de um mosquito. O tratamento é feito com antiparasitários.

Doenças cardiovasculares em gatos

No caso dos gatinhos, uma das doenças cardiovasculares mais comuns é a Cardiomiopatia Hipertrófica (CMH). O diagnóstico desse problema no coração pode ser bem difícil, já que os bichanos permanecem sem sintomas por bastante tempo.

Pouco se sabe sobre as causas das doenças, mas especialistas acreditam que a hereditariedade seja uma das principais origens. No geral, todas as raças e idades estão vulneráveis, mas os machos de meia-idade têm mais chances de desencadear o problema.

Como diagnosticar doenças cardiovasculares nos pets?

Como vimos, enquanto algumas doenças geram sintomas perceptíveis, outras não ocasionam sinais clínicos. Por isso, a visita periódica ao veterinário é tão importante para o amigo de quatro patas.

De maneira geral, podemos dizer que, ao identificar sintomas como dificuldade de respirar, apatia, tosse seca e crônica, muito cansaço e desmaios, é hora de levar o animal para uma consulta com um profissional.

Afinal, somente em uma clínica veterinária, é possível realizar os exames que auxiliam no diagnóstico da doença. No caso do coração, a investigação envolve um ecocardiograma, que detecta qualquer problema com agilidade e rapidez.

Como fazer a prevenção de problemas cardíacos nos animais

Em primeiro lugar, realizar consultas de rotina ao veterinário sempre é uma prática recomendada aos tutores. Dessa forma, caso ocorra o desenvolvimento de qualquer tipo de doença, as chances de fazer o diagnóstico precoce são maiores, e o tratamento também possui maior probabilidade de ser bem-sucedido.

Além disso, a campanha Setembro Vermelho recomenda oferecer uma ração de qualidade para a alimentação dos bichinhos, garantindo a absorção dos nutrientes e das vitaminas necessárias para o bom funcionamento do organismo.

Estimular atividades físicas também é imprescindível. Uma rotina sedentária, com poucos exercícios que movimentam o corpo, é prejudicial à saúde de qualquer animal, tanto para gatos quanto para cachorros. Nesse sentido, levar o cãozinho para passear todos os dias faz toda a diferença e beneficia os tutores também.

Para os felinos, vale a pena pensar em inserir algumas prateleiras na decoração da casa ou do apartamento para eles escalarem e exercitarem o corpo diariamente. Com certeza, o investimento vai deixar os bichanos mais entretidos e menos estressados.

Cuidados importantes

Todos os cuidados citados acima são amplamente divulgados pela campanha. Aliás, se seu amigo de quatro patas é idoso, é importante redobrar a atenção. Além da genética, a idade é um fator de risco para doenças cardíacas.

Agora que você já conhece as principais doenças do coração que acometem os pets, preste atenção nos sintomas, faça a prevenção e contribua para a disseminação da campanha Setembro Vermelho. Quanto mais tutores tiverem conhecimento dessas informações, melhor para os bichinhos! 

Fonte: Blog Petz
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp