Segunda, 22 de julho de 2019
(86) 99915-1055
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Polo Sustentavel Posição 1
Política - Terrorista

Postada em 03/08/2018 ás 10h59

Publicada por: Bruna Sampaio

Mãe de Bin Laden fala pela primeira vez sobre o filho: 'Era bom rapaz'
Para Alia Ghanem, de 70 anos, seu filho primogênito sofreu lavagem cerebral.
Mãe de Bin Laden fala pela primeira vez sobre o filho: 'Era bom rapaz'

Foto: Reprodução

Alia Ghanem, mãe do líder da al-Qaeda, Osama bin Laden, mentor dos atentados de 11 de Setembro, se manifestou pela primeira vez sobre as ações do terrorista em uma entrevista ao jornal britânico "The Guardian", publicada nesta sexta-feira. Aos 70 anos, ela ressaltou que ainda o ama e acredita que o filho, ainda jovem, recebeu más influências.

Para que a entrevista fosse agendada, o jornal britânico precisou de uma autorização do príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman, de 32 anos, a nova liderança do país. Ainda assim, um representante do governo acompanhou a conversa, ocorrida no início de junho. As respostas dadas pela mãe de Osama, desse modo, ficaram restritas à vida pessoal do filho e não abordaram a relação entre a monarquia saudita e os fundamentalistas, iniciada ainda no final dos anos 1970, quando Bin Laden esteve os milhares de sauditas enviados para combater os soviéticos no Afeganistão.

"Minha vida foi muito difícil porque ele estava tão longe de mim", disse a mãe de Bin Laden, morto no Paquistão por um comando americano em 2011. "Ele era um garoto muito bom e me amava muito."

Alia contou ter nascido numa família de alauítas, um desdobramento do islamismo xiita, na cidade de Latakia, no litoral da Síria. Sua mudança para a Arábia Saudita ocorreu nos anos 50. Ainda nesta década, ela deu à luz seu primogênito, em 1957, em Riad. Pouco depois de se divorciar do pai de Bin Laden, se casou novamente, quando o filho tinha 3 anos.

Ela destacou que na infância o filho demonstrava ser tímido e ter grande potencial para os estudos. Para a mãe do terrorista, outras pessoas foram responsáveis pela sua radicalização durante o curso de Economia na Universidade King Abdulaziz, em Jeddah. "As pessoas na universidade o mudaram", frisou.  "Ele se tornou um homem diferente".

Foi na faculdade que Bin Laden conheceu Abdullah Azzam, membro da Irmandade Muçulmana. Mais tarde, ele seria exilado da Arábia Saudita e se tornaria seu conselheiro espiritual.

Foi na faculdade que Bin Laden conheceu Abdullah Azzam, membro da Irmandade Muçulmana. Mais tarde, ele seria exilado da Arábia Saudita e se tornaria seu conselheiro espiritual.

Fonte: O Globo

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

Beneditinos Por Cascatinha Pessoa

Dois jogos marcaram o aniversario do Arraial Futebol Clube

Francinópolis Por Odair Morais

Grupo Junino Verde e Amarelo de Picos ganham festival em Francinópolis

Floriano Por Ilizianny de Carvalho

Educação ambiental: SEMAN apresenta ações do B-R-O bró ao MP

Agricolândia-PI Por Gilberto Alencar

AgriCaprinOvinoShow será realizado nos dias 27 e 28

Joaquim Pires-PI Por João Victor

Seleção de Joaquim Pires vence de goleada na estreia da II Copa Norte de Fu

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium