Terça, 13 de novembro de 2018
(86) 99915-1055
Desk Propaganda
Brasil - Crime

Postada em 12/08/2018 ás 10h43 - atualizada em 13/08/2018 ás 09h09

Publicada por: Gustavo Miranda

Mulher é suspeita de mandar matar concorrente em concurso para ficar com a vaga
Segundo a Polícia Civil, a suspeita nega envolvimento nos crimes.
Mulher é suspeita de mandar matar concorrente em concurso para ficar com a vaga

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Uma mulher de 46 anos foi presa suspeita de encomendar a morte de uma agente comunitária de saúde no município de Manaquiri, a 60 km de Manaus. Segundo a Polícia Civil, a vítima passou em um concurso público e assumiu o cargo que pertencia à suspeita. A mulher contratou um homem para realizar a "vingança". Ele também foi preso.

A polícia chegou até o homem na quinta-feira (9), depois que denúncias informaram a localização dele. Na noite do dia anterior, a vítima procurou a 33ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) para denunciar o crime, segundo o delegado da unidade, Alon Jeferson Michaleski.

"A vítima relatou que, naquele mesmo dia, por volta das 16h, estava realizando visitas de rotina na casa de pacientes, em comunidades de Manaquiri, quando, durante percurso no igarapé do Antônio, Alex a abordou e disse que iria matá-la", contou.

Na ocasião, o homem usou de força e amordaçou a jovem. "Na sequência ele tirou as roupas dela e consumou o estupro dentro de uma canoa. O elemento ainda tentou matar a vítima, mas ela conseguiu fugir e veio formalizar a ocorrência", completou Michaleski.

Conforme o delegado, a vítima foi encaminhada ao Hospital Raimundo Rodrigues Irmão, em Manaquiri. Em depoimento, o suspeito confessou ter sido contratado por uma mulher para matar a agente comunitária de Saúde. Ele iria receber R$ 2 mil pelo serviço.

“O infrator relatou que há cinco dias a mulher o havia procurado e oferecido dinheiro para que ele matasse e roubasse a vítima. A mulher argumentou que estava inconformada porque a jovem teria sido chamada, após aprovação em concurso, para assumir o cargo de agente comunitária, anteriormente ocupado por ela, que acabou desligada da função. A infratora então quis se vingar da sucessora.

A mulher foi conduzida na manhã dessa sexta-feira (10) à unidade policial, para prestar esclarecimentos sobre o caso, após ser delatada. Segundo a Polícia Civil, a suspeita nega envolvimento nos crimes.

Fonte: G1

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Água Branca-PI Por Lenno Oliveira

Adventure Viagens apresenta excursão para Beberibe – CE

Lagoa do Piauí Por Tarcísio Oliveira

Prefeitura realizou encontro de gestantes e companheiros em Lagoa do Piauí

Campo Maior Por Wellington Siqueira

Prefeito Professor Ribinha participa de inauguração de loja de motos

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

Comunidade realizou bingo beneficente em São João do Arraial

Altos-PI Por Jair Fran

Alto Franco vence Altoense e leva título da 1ª divisão do campeonato

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium