Sexta, 19 de Julho de 2024
Portal R10
Sexta, 19 de Julho de 2024
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99911-2276

Marcelo Barradas

Expansão

(86) 99446-2372

Últimas notícias
R10 Saúde
R10 Saúde
Encontre aqui notícias sobre saúde e bem-estar.
Saúde Saúde
13/05/2024 10h45 Atualizada há 2 meses
Por: Bruna Dias

Ministério da Saúde envia 25 mil doses da nova vacina contra a covid ao Piauí

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) recebeu, na tarde de sábado (11), 25.200 doses da vacina monovalente contra covid , da fabricante Moderna. Outras 14.800 doses devem chegar ao estado entre segunda e terça, totalizando 40 mil doses.

A distribuição da nova vacina foi autorizada após análise do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS). O imunizante foi recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Foto: Divulgação/Sesapi
Foto: Divulgação/Sesapi

Desde janeiro deste ano, o Ministério da Saúde incluiu a imunização contra a Covid-19 no Calendário Nacional de Vacinação das crianças de seis meses a menores de cinco anos. Além disso, a pasta passou a recomendar uma dose anual ou semestral para grupos prioritários com cinco anos ou mais. Aqueles com maior risco de desenvolver formas graves da doença, independentemente do número de doses aplicadas anteriormente, também podem se vacinar. 

“Desde 1º de janeiro deste ano, as pessoas do grupo prioritário e crianças entre 6 meses e menores de 5 anos foram incluídas no Calendário Nacional de Vacinação para serem imunizadas contra a covid-19”, explica Bárbara Pinheiro, coordenadora de Imunização da Sesapi.

A superintendente de Atenção Primária à Saúde e Municípios da Sesapi, Leila Santos, lembra que as vacinas são seguras e que é importante que os que estão inclusos nos grupos realizem sua imunização.

“É fundamental que toda população, principalmente os grupos prioritários, procure os postos e se proteja contra a Covid-19. Graças a vacinação conseguimos diminuir os casos de internação e mortes pela doença”, reforça.

Fonte: Sesapi
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp