Segunda, 15 de Julho de 2024
Portal R10
Segunda, 15 de Julho de 2024
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99911-2276

Marcelo Barradas

Expansão

(86) 99446-2372

Últimas notícias
R10 municípios
R10 municípios Redação do Portal R10 / Equipe R10 Municípios
Cidades Cidades
14/05/2024 14h54 Atualizada há 2 meses
Por: Victoria Régia

Justiça multa prefeito e pré-candidato por campanha eleitoral antecipada em Santo Inácio

A Justiça determinou nesta terça-feira (14) a aplicação de multas de R$ 5 mil ao prefeito do Município de Santo Inácio do Piauí, Tairo Moura Mesquita, e do pré-candidato Auro Aparecido de Carvalho, por propaganda eleitoral antecipada, e de R$ R$ 53.205,00 por divulgação de pesquisa eleitoral não registrada. A decisão foi tomada após representação movida pela Promotoria Eleitoral da 90ª Zona Eleitoral. 

Conforme a representação do Ministério Público Eleitoral, o prefeito do Município de Santo Inácio do Piauí, Tairo Moura Mesquita, em evento de filiação partidária realizado no dia 22 de março de 2024, divulgou suposta pesquisa eleitoral fraudulenta, realizada pela empresa Intenção Instituto de Pesquisa LTDA., com intenção de induzir o eleitorado a erro.

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Durante o evento, o prefeito teria informado que o pré-candidato Auro Aparecido de Carvalho estaria com 92% de aprovação entre os eleitores e que “de cada 10 casas entrevistadas, oito votam no pré-candidato”.

“Entretanto, conforme pesquisas no sistema PesqEle, do Tribunal Superior Eleitoral, não há registro de pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Intenção Ltda. para o município de Santo Inácio do Piauí referente às Eleições 2024. Além disso, foi verificado que no perfil de Auro Aparecido de Carvalho em rede social há vídeos com divulgação da suposta pesquisa, nos quais Taíro Moura Mesquita segura uma pasta em papel cartão azul com a logo do instituto de pesquisa, reafirmando o percentual de aprovação”, disse o promotor, Paulo Maurício Araújo Gusmão.

Uma decisão anterior determinou a remoção imediata dos vídeos das redes sociais digitais. Diante da representação, o juiz Eleitoral da 90ª de Simplício Mendes, Luiz de Moura Correia, acatou parcialmente os pedidos iniciais do Ministério Público Eleitoral, por entender que não houve participação dessa divulgação por parte o Instituto de Pesquisa nem do Diretório do partido político.

A Promotoria Eleitoral da 90ª Zona Eleitoral moveu representação em face de Tairo Moura Mesquita, Auro Aparecido de Carvalho, Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores em Santo Inácio do Piauí e Intenção Instituto de Pesquisa Ltda., por propaganda eleitoral antecipada e pesquisa eleitoral irregular.

*Com informações do MPPI

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp