Segunda, 15 de Julho de 2024
Portal R10
Segunda, 15 de Julho de 2024
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99911-2276

Marcelo Barradas

Expansão

(86) 99446-2372

Últimas notícias
Brasil Brasil
13/06/2024 17h36
Por: Cristina

Polêmica: Juíza convida condenado por estupro e homicídio para palestrar a magistrados

A juíza aposentada e professora do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Cristiana de Faria Cordeiro, convidou Gregório Antônio Fernandes de Andrade, condenado por estupro e homicídio de uma criança, para palestrar aos seus alunos na Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (ENFAM). A iniciativa gerou indignação entre os juízes e desembargadores presentes.

Durante a palestra, Andrade, que se apresentou como "sobrevivente do sistema penitenciário", abordou temas como proteção dos vulneráveis, acesso à justiça e direito antidiscriminatório. Ele criticou a polícia, o judiciário e defendeu a descriminalização das drogas, causando ainda mais polêmica entre os participantes.

Polêmica: Juíza convida condenado por estupro e homicídio para palestrar a magistrados

Gregório Antônio Fernandes de Andrade foi condenado em 1997 a 16 anos e cinco meses de prisão pelo estupro e assassinato de um menino de cinco anos. Segundo a condenação, ele matou a criança, Layrion Tarcísio da Silva, de forma brutal, causando hemorragia interna ao introduzir um objeto cilíndrico no ânus da vítima.

A atitude da juíza Cristiana de Faria Cordeiro foi considerada "um absurdo" por muitos dos alunos, que incluíam juízes e desembargadores. A presença de Andrade e suas declarações durante a palestra provocaram uma forte reação negativa, levantando questões sobre a adequação de tal convite em um ambiente educacional voltado para a formação de magistrados.

Fonte: O Antagonista
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp