Segunda, 14 de Junho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

33°

23° 34°

Teresina - PI

Últimas notícias
OAB-PI
OAB-PI
Notícias sobre o que acontece na área da advocacia piauiense.
Geral Nacional
05/09/2018 10h06
Por: David Pacheco

Celso Neto é relator de Plano Nacional de Valorização da Advocacia Idosa

foto:via wastapp
foto:via wastapp

O Conselho Pleno da OAB aprovou na última  terça-feira (4), durante sessão do colegiado, o Plano Nacional de Valorização da Advocacia Idosa. O novo texto prevê uma série de medidas para valorização e defesa dos profissionais com mais de 60 anos em pontos como prerrogativas, inserção no mercado de trabalho, ensino e garantias. Também será criada a Comissão Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa no âmbito da Ordem.

“Ao mesmo tempo que se abre para os jovens profissionais, a OAB também olha para os profissionais com mais experiência, notadamente as advogadas e os advogados idosos. Precisamos criar medidas para garantir a dignidade em sua atuação e no âmbito da Ordem”, afirmou o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia.

foto:Durante sessão 

Continua depois da publicidade

O relator da matéria, conselheiro Celso Barros Coelho, aprovou em seu voto a íntegra do texto elaborado pela Comissão Especial do Idoso. A presidente da Comissão, conselheira Glícia Salmeron de Miranda, destacou em sua fala o papel que a OAB representa no processo de inserção de direitos sociais. 

É relevante o Provimento, pois beneficia milhares de profissionais em todo o país e no Piauí cerca de 1300 advogadas e advogados idosos.

O Provimento que tem força de Lei no sistema OAB, cria a Comissão Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa e também em todas as Seccionais da OAB e nas Subsecções e o Plano Nacional de Valorização do Advogado e da Advogada Idosos, com cadastro permanente com idade igual ou superior a 60 anos, inserção permanente de debates de temas e painéis sobre a realidade social e profissional da pessoa idosa, observâncias de prerrogativas (inclusive com adaptações necessárias para a acessibilidade, garantia de vagas para estacionamento, inclusão nos sistemas e tecnologias de informação digital, difusão dos Direitos da Pessoa Idosa, campanhas de prevenção de doenças, política de benefícios, políticas inclusivas de redução de anuidades, realização do Fórum Nacional e Encontros Regionais dos Direitos da Pessoa Idosa, publicações de matérias de interesse da Advocacia Idosa, inserção de voto facultativo aos advogados e advogadas idosos a partir de 70 anos nas eleições da OAB, inserção no Exame de Ordem de questões relativas aos Direitos da Pessoa Idosa.

"Trabalhar pela classe é uma grande satisfação e assim o faço desde que assumi as minhas funções em fevereiro de 2016 sem parar"! afirmou Celso de Barros Neto. 

Fonte: OAB nacional
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp