Terça, 16 de outubro de 2018
(86) 99915-1055
[email protected]
86 2107-5800 / 5847
OAB-PI

OAB-PI

OAB-PI Notícias sobre o que acontece na área da advocacia piauiense.

[email protected]

86 2107-5800 / 5847

Política - Decisão

Postada em 17/09/2018 ás 08h08 - atualizada em 17/09/2018 ás 08h08

Publicada por: Bruna Dias

Justiça determina retirada de outdoor ofensivo contra Wellington
O outdoor foi publicado pelo Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde do PI.
Justiça determina retirada de outdoor ofensivo contra Wellington

Wellington Dias (Foto: Reprodução/Facebook)

O juiz auxiliar da propaganda eleitoral, Geraldo Magela, concedeu liminar na sexta-feira (14) determinando a retirada imediata de um outdoor ofensivo, divulgado no município de Campo Maior, contra o candidato à reeleição, governador Wellington Dias (PT). O outdoor foi publicado pelo Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde do Piauí.

Magela considerou que a publicidade negativa citada transmite uma ofensa direta ao candidato, com potencial para causar desequilíbrio no pleito eleitoral. O magistrado lembrou que o Tribunal Superior Eleitoral firmou entendimento para coibir ofensas que extrapolem o direito de expressão.

Para Magela, as expressões exibidas no outdoor não se tratam apenas de liberdade de manifestação sindical na defesa dos direitos e interesses das categorias, mas de ataque à imagem do candidato, na medida em que transmite a ideia de achincalhação por parte de Wellington Dias contra os servidores.

A assessoria jurídica de Wellington Dias, que fez a denúncia à Justiça, reclama que o conteúdo publicitário do outdoor passa aos eleitores, em especial àqueles que são servidores da área da saúde, a mensagem que estes passarão os próximos quatro anos, caso o Wellington Dias seja eleito, sem reajuste, sem promoção, sem progressão, sem enquadramento e sem plano de carreira.

A defesa de Wellington reforça que o outdoor citado tem “a potencialidade de criar, artificialmente, na opinião pública, estados mentais, emocionais ou passionais, no sentido de fomentar a rejeição da pessoa do candidato”, em desacordo com o art. 242 do Código Eleitoral.

Em caso de descumprimento da decisão, o Sindicato pagará multa de R$ 1 mil por dia.

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Revista ADV
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium