Quarta, 13 de novembro de 2019
(86) 98111-9939
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Nova Comunicação 2
Política - Candidato

Postada em 18/10/2018 ás 09h21

Publicada por: Gustavo Miranda

Haddad contrata gráfica envolvida em corrupção e que teve dono preso
A empresa foi contratada pela campanha de Haddad para o fornecimento de impressos e adesivos.
Haddad contrata gráfica envolvida em corrupção e que teve dono preso

Foto:Heuler Andrey/AFP

A campanha de Fernando Haddad (PT) à Presidência da República contratou uma gráfica envolvida em casos de corrupção e que já teve o dono preso.

A gráfica Print, de Cuiabá (MT), aparece em investigações no Mato Grosso, incluindo uma como destinatária de ilegal de dinheiro do frigorífico JBS.

A empresa foi contratada pela campanha de Haddad para o fornecimento de impressos e adesivos, no valor de R$ 111 mil, de acordo com o site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Além dela, a campanha petista, que é bancada com verba pública, gastou cerca de R$ 8 milhões com corporações com conexão com a Lava Jato.

O dono da gráfica, Dalmi Fernandes Defanti Junior, chegou a ser preso em 2015 durante a operação "Edição Extra", junto com os irmãos dele, Fábio e Jorge Defanti.

A operação investigava fraude em licitação de R$ 40 milhões para serviços gráficos para a Secretaria de Comunicação do governo matogrossense. A prisão ocorreu porque eles teriam apagado arquivos que mostravam que prestaram serviços para o governo.

A licitação ocorreu em 2011 e passou a ser investigada após denúncia de um empresário convidado para participar do suposto conluio.

Segundo ele, pelo esquema, além de combinar o resultado da licitação, as empresas imprimiriam bem menos material do que eram paga para fazer.

A gráfica Print também aparece em outro caso, ligado à Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Pelo esquema, as empresas devolveriam 75% de comissão a parlamentares.

Os casos seguem tramitando e, em 2016, a Justiça bloqueou R$ 7,4 milhões em bens da gráfica Print e sócios.

A empresa também aparece em delação premiada do ex-governador do estado, Silval Barbosa (MDB). Ele passou quase dois anos preso por fraudes cometidas entre 2011 e 2014.

De acordo com o depoimento de Barbosa dado ao Ministério Público Federal em 2015, Dalmi recebeu R$ 800 mil em espécie em um hotel no Rio, com objetivo de quitar dívida de campanha de 2014. O dinheiro era fruto de propina paga pelo frigorífico JBS, diz o depoimento.

O ex-governador, porém, afirma que o empresário não sabia a origem do dinheiro.

Esta não é a única empresa contratada pelo PT na eleição presidencial que aparece em casos de corrupção –juntas, as campanha de Haddad e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve a candidatura indeferida, gastaram R$ 8 milhões com empresas conectadas à operação Lava Jato.

A campanha de Lula gastou R$ 4,9 milhões para locação de equipamentos para gravação de programas com a Rentalcine –a empresa tem como sócios um réu na Lava Jato e um delator relacionado à Odebrecht no Peru. Já Haddad gastou mais R$ 2,1 milhões com a firma.

O PT também gastou mais R$ 741 mil na compra de panfletos da gráfica Braspor, que apareceu na Lava Jato por repassar dinheiro para uma empresa fantasma do ex-deputado federal André Vargas, na época do PT. A Braspor fez ao menos três depósitos na conta da LSI, a empresa mantida por Vargas. Os pagamentos somaram R$ 79 mil.

A assessoria de Haddad afirmou que contrata seus fornecedores seguindo a lei e que todas as despesas são informadas ao TSE. A reportagem procurou a direção da gráfica Print, mas não teve resposta. Os sócios da Rentalcine e da Braspor negam irregularidades.

Fonte: Folha de S.Paulo

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais) Por Lucas Stefano

Mulher mata amiga a facadas em Codó

Pavussu Por R10 municípios

Pavussu | Saúde municipal participa de evento 'A Judicialização da Saúde'

União Por Ossian Melo

Explosão na Comvap deixa vítima fatal e dois feridos

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

Prefeitura de São João do Arraial continua recuperando estradas vicinais

Colônia do Gurgueia Por Geney Ribeiro

Serviço de Convivência de Colônia do Gurgueia desenvolve hidroginástica

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium