Quinta, 24 de setembro de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Educa Mais Full Banner
Polícia - Presidenciáveis

Postada em 21/10/2018 ás 08h10 - atualizada em 21/10/2018 ás 08h54

Publicada por: Gustavo Henrique

PF abre inquérito para investigar fake news contra candidatos
O foco é apurar criminalmente as responsabilidades pela disseminação de notícias falsas.
PF abre inquérito para investigar fake news contra candidatos

Foto: Reprodução/Polícia Federal

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar a disseminação de fake news no WhatsApp contra os candidatos à Presidência Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).

A medida atende a pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e foi confirmada nesse sábado (20) pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. De acordo com ele, a investigação da Polícia Federal terá como foco apurar criminalmente as responsabilidades pela disseminação de notícias falsas no aplicativo de mensagens.

A condução do inquérito ficará a cargo da Diretoria de Combate ao Crime Organizado da PF. As denúncias de irregularidades no uso do aplicativo de mensagens na esfera das eleições presidenciais já eram investigadas pela própria Procuradoria-Geral da República (PGR), mas se restringia apenas ao âmbito da legislação eleitoral.

Também no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por determinação do ministro Jorge Mussi, foi aberta uma investigação contra Jair Bolsonaro por suspeitas de uso de sistemas de envio de mensagens em massa na plataformaWhatsApp custeados por empresas que o apoiariam. O  pedido foi feito pela campanha do candidato Fernando Haddad (PT).

Apesar de abrir a investigação contra o suposto caixa dois de Bolsonaro  , Mussi rejeitou pedido de medidas mais extremas como quebra de sigilo bancário, telefônico e de prisão dos supostos envolvidos, por entender que as justificativas estão baseadas em notícias de jornal e não podem ser decididas liminarmente.

Além disso, internamente no tribunal, informa a Folha de S.Paulo , os ministros comentam que não é o momento de interferir no curso do processo eleitoral. Mas que, se for o caso, depois das eleições, a chapa de Jair Bolsonaro pode ser cassada se surgirem comprovações de ilegalidades. 

Foto:Divilgação/Psafe

Fonte: IG

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

São João dos Patos - MA Por Cleyton Luis

Ganhadores da 75° extração do show de prêmios São João dos Patos da sorte

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais) Por Lucas Stefano

Aulas presenciais das redes Municipal e Particular de Timon continuam suspensas

Beneditinos Por Cascatinha Pessoa

Assentamento Buritizinho produz grande quantidade de Caju

Esperantina-PI Por Francisco Menezes

Prefeita Vilma Amorim vai torrar meio milhão com empresa investigada pela PF

Demerval Lobão - PI Por Katia Cruz

Demerval Lobão | Cursos presenciais e a distância é na Meta Treinamentos

Mais lidas da semana

»

© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium