Terça, 20 de novembro de 2018
(86) 99915-1055
Desk Propaganda
[email protected]
(89) 9 9935-9989
Gilbués-PI

Gilbués-PI

Henrique Guerra Correspondente do município.

[email protected]

(89) 9 9935-9989

Cidades - Politica

Postada em 24/10/2018 ás 15h47 - atualizada em 24/10/2018 ás 16h38

Publicada por: Henrique Guerra

Vereador apresenta dois Projetos de Lei na Câmara de Gilbués
Vereador Henrique Guerra (PTC).
Vereador apresenta dois Projetos de Lei na Câmara de Gilbués

O vereador Henrique Guerra (PTC), apresentou na sessão da Câmara Municipal de Gilbués na última segunda-feira (22), dois projetos de lei de sua autoria, para apreciação dos seus pares, o que deve acontecer nos próximos dias.

Um dos projetos, Dispõe sobre o Programa de Incentivo à Implantação de Hortas Comunitárias e Compostagem no Município de Gilbués-PI.

 O presente projeto de lei visa instituir o programa de Hortas Comunitárias e Compostagem nos bairros de Gilbués, cumprindo o princípio constitucional da Função Social da Propriedade através da inauguração de um novo comportamento público e social, dos governantes, no que tange a integração social, o desenvolvimento sustentável, a respeito da educação alimentar nas comunidades.

A iniciativa do programa a ser instituído, num contexto urbano específico, permite que sejam obtidos produtos agrícolas frescos e sem agrotóxicos, o que contribui para a saúde, subsistência e para a complementação alimentar das famílias residentes nesses bairros.

O segundo Projeto, Dispõe sobre a entrega domiciliar gratuita de medicamentos de uso contínuo as pessoas idosas, com deficiências   ou mobilidade reduzida e portadoras de doenças crônicas, usuárias da rede municipal de saúde no município de Gilbués e dá outras providencias.

Estou encaminhando este Projeto de Lei, para ser analisado e votado pelos senhores Vereadores, cuja matéria autoriza instituir o Programa Remédio em Casa e dá outras providencias.

O objeto deste programa é de melhorar e garantir o acesso mais efetivo aos medicamentos e organizar a assistência farmacêutica das pessoas que fazem uso de remédios contínuos, as quais, em sua maioria, têm mobilidade nula ou reduzida, como acamados, idosos, cadeirantes, entre outros que, em decorrência de seu estado de saúde debilitado, quer pela própria doença, pela idade ou pela situação financeira, enfrentam problemas e encontram dificuldades na adesão e na continuidade de seu tratamento   médico.    Considerando também que a saúde está estabelecida na constituição brasileira como um direito do cidadão e dever do Estado, entende-se que a garantia do acesso aos serviços e produtos de saúde é ponto focal para o reconhecimento material deste direito.

Os medicamentos são produtos fundamentais para a resolutividade das ações em saúde. Este projeto de lei, além disso, objetiva proporcionar comodidade e conforto aos usuários da saúde pública de nosso município, assegurando o acesso dos pacientes aos medicamentos que tanto necessitam todos os meses sem se preocuparem em ir até um posto buscá-los.

 

Fonte: Henrique Guerra

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Revista ADV
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium