Segunda, 18 de fevereiro de 2019
(86) 99915-1055
Desk Propaganda
Brasil - Benefício

Postada em 25/10/2018 ás 14h20 - atualizada em 25/10/2018 ás 14h49

Publicada por: Gustavo Miranda

Pagamento do 13º salário deve injetar bilhões na economia
O valor representa cerca de 3% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro.
Pagamento do 13º salário deve injetar bilhões na economia

Foto: Divulgação

O pagamento do 13º salário deve injetar R$ 211,2 bilhões na economia do país até dezembro deste ano, estima o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

O valor, que representa cerca de 3% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, é pago a trabalhadores do mercado formal, incluindo empregados domésticos e beneficiários da Previdência Social. O valor médio pago é de R$ 2.320.

Por lei, o 13º precisa ser pago até dia 20 de dezembro. Porém, há diversas categorias que recebem adiantamento da primeira parcela em novembro. No caso dos aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), o adiantamento foi pago entre agosto e setembro desse ano. A segunda parcela desse grupo cairá a partir de 24 de novembro.

O cálculo do Dieese considera dados da Rais (Relação Anual de Informação Social) e do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), ambos do Ministério do Trabalho. Também foram usadas informações da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), da Previdência Social e da STN (Secretaria Nacional do Tesouro).

Dos cerca de 84,5 milhões de brasileiros que devem ser beneficiados pelo pagamento do 13º salário, quase 48,7 milhões, ou 57,6% do total, são trabalhadores no mercado formal. Entre eles, os empregados domésticos com carteira de trabalho assinada somam 1,8 milhão, equivalendo a 2,2% do conjunto de beneficiários.

Os aposentados ou pensionistas da Previdência Social representam 34,8 milhões, ou 41,2% do total. Além desses, aproximadamente 1 milhão de pessoas (ou 1,2% do total) são aposentados e beneficiários de pensão da União.

Do valor a ser pago como abono, aproximadamente R$ 139,4 bilhões, irão para os empregados formalizados, incluindo os trabalhadores domésticos. Outros 34%, perto de R$ 71,8 bilhões, serão pagos aos aposentados e pensionistas.

Para os assalariados formalizados dos setores público e privado, a maior parcela do montante a ser distribuído caberá aos ocupados no setor de serviços (incluindo administração pública), que ficarão com 64,1% do total destinado ao mercado formal; os empregados da indústria receberão 17,4%; os comerciários terão 13,3%; aos que trabalham na construção civil será pago o correspondente a 3,1%; enquanto 2,1% serão concedidos aos trabalhadores da agropecuária. 

Fonte: Folha de S.Paulo

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais) Por Lucas Stefano

VÍDEO | Aprovado projeto contra assédio sexual em coletivos de Timon

São Gonçalo do Piauí Por Francisco Myller

Fluminense e Boca Jr. se enfrentaram pelo São –gonçalense | com vídeo

Domingos Mourão Por R10 municípios

Prefeitura realiza dia "D" da campanha de vacinação antirrábica

Bocaina Por R10 municípios

Museu Neno em Bocaina recebe visita de docentes da região de Picos

Jacobina Por R10 municípios

Semana Pedagógica é realizada em Jacobina do Piauí

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium