Quarta, 21 de novembro de 2018
(86) 99915-1055
Desk Propaganda
Cultura - Piauí

Postada em 07/11/2018 ás 16h07

Publicada por: Gustavo Miranda

Artesanato de Teresina ganha 1º e 2º lugar em prêmio Nacional
A Semest participou com um grupo de artesãs apoiadas pela pasta na exposição Piauí.
Artesanato de Teresina ganha 1º e 2º lugar em prêmio Nacional

Foto: Gustavo Miranda

O trabalho manual fruto do talento teresinense continua se destacando Brasil afora. O Museu A Casa, de São Paulo, realizou a 6ª edição do Prêmio Objeto Brasileiro, e duas associações de artesanato de Teresina ficaram em 1º e 2º lugares na categoria Ação Socioambiental com suas peças ricas em criatividade e identidade local.

A Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest) participou com um grupo de artesãs apoiadas pela pasta na exposição Piauí visita A Casa, realizada em julho e agosto desse ano. Foi durante a exposição que foram feitas as inscrições para participar da premiação.

“Essa foi uma ação muito importante de um apoio da Semest, no que se refere a estar fomentando a criação e o desenvolvimento de novos produtos com essa riqueza da nossa identidade cultural. Quando fomos procurados pela Universidade Federal, através do curso de moda, nós não medimos esforços para estar junto nesse projeto e apoiá-lo de todas as formas. Esse projeto beneficiou grupos que já eram apoiados pela Secretaria”, destaca Jacqueline Melo, secretária executiva da Semest.

A coleção Outsider garantiu a primeira colocação com peças inspiradas no trabalho motivacional de Torquato Neto, fazendo um paralelo entre a poesia manifesto e a moda cíclica como resistência. Os trabalhos foram desenvolvidos pelo grupo de produção de bordados sobre pet do Poti Velho e ACCBT Bordados, com o apoio da Secretaria, em parceria com os estudantes do curso de Moda da Universidade Federal do Piauí.

“Para mim, receber esse prêmio é maravilhoso. São 12 anos trabalhando como artesã. O Ramilton, que é estudante de moda da UFPI, trouxe esse projeto e, juntamente com a artesã Jovelina, que teve a ideia de trabalhar com material pet, desenvolvemos essa coleção”, comemora Margarida Silva, do grupo de artesãs do Poti Velho.

Em segundo lugar, ficou a coleção “ACCBT: uma história de amor pela arte de bordar”, que conta a história da associação de bordadeiras da capital piauiense através dos bordados de forma manual, que também contou com o apoio dos estudantes do curso de Moda da UFPI.

Fonte: PMT

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Campo Maior Por Wellington Siqueira

Dia D do Novembro Azul tem ações na UBS Fátima

Amarante-PI Por Diogo Costa

Ciro Nogueira recebe os prefeitos Diego Teixeira e Júnior Bill em Brasília

Água Branca-PI Por Lenno Oliveira

Prefeitura de Água Branca inicia construção de praça no bairro Mutirão

São Gonçalo do Piauí Por Francisco Myller

Conheça as atrações da primeira prévia do Rockentura

Lagoinha do Piauí Por Mysael Santana

Prefeito Dr. Alcione Barbosa inaugura cabine de narração do estádio Abidião

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium