Segunda, 14 de outubro de 2019
(86) 98111-9939
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Equatorial - Energia
[email protected]
(89) 9 9935-9989
Gilbués-PI

Gilbués-PI

Henrique Guerra Correspondente do município.

[email protected]

(89) 9 9935-9989

Cidades - Piauí

Postada em 11/11/2018 ás 17h03

Publicada por: Henrique Guerra

Comitê da Bacia Hidrográfica do Gurguéia discute problemas ambientais
Extremo sul do Piauí
Comitê da Bacia Hidrográfica do Gurguéia discute problemas ambientais

Os membros do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Gurguéia, reuniram-se na cidade de Corrente, nesta sexta-feira (09/11), para traçarem o Plano de Ação da Bacia Hidrográfica para o ano de 2019.

Estiveram presentes ambientalistas dos municípios de Corrente, Gilbués, Avelino Lopes, Parnaguá, São Gonçalo do Gurguéia, Curimatá, Crstino Castro, Currais, Manoel Emídio, entre outros.

Na ocasião, foram debatidos vários problemas que estão causando a diminuição dos recursos hídricos na região. A Lagoa de Parnaguá que está completamente seca foi assunto dominante.

O técnico da Secretaria de Meio Ambiente do Estado do Piauí, Daniel Marçal, que esteve esta semana fazendo um diagnóstico ambiental da lagoa, disse que a situação é muito preocupante. Segundo Marçal, toda a margem da lagoa está desmatada, facilitando o processo de assoreamento do leito da lagoa.

Para Carlos Sobral, secretário municipal de meio ambiente de Parnaguá é preciso urgentemente fazer uma obra de barramento, de contenção da água no rio do Beco, logo abaixo da lagoa, para aumentar o volume de água represeada.

A degradação das nascentes dos rios Gurguéia, Paraim, Palmeira e Corrente, também foi colocada em pauta. De acordo com o ex-secretário de meio ambiente de Corrente, Jesy Lemos Júnior, esses três rios estão em elevado processo de degradação. “É muito grave a situação, se nada for feito, em pouco tempo esses rios vão desaparecer”, alertou o ambientalista.

Vários outros assuntos também foram tratados; como o desperdício de água nos poços jorrantes na cidade de Cristino Castro, o processo de dertificação no município de Gilbués, o desmatamento do cerrado, entre outros.

Ulisses Nogueira, secretário de meio ambiente de Corrente, disse que o desmatamento do cerrado, na região da chapadas das mangabeiras, está matando os rios corrente e paraim, principais afluentes da lagoa de parnaguá.

Prefessores da Universidade Federal do Piauí, participaram do evento. O professor Doutor Yuri xxxxxxxx, disse que a UFPI está a dsiposição para colaborar com o Comitê na busca de soluções para os impactos ambientais na região. “A UFPI está pronta para fazer o seu papel; realizando pesquisas, estudos, trabalhos científicos, projetos, enfim, servir a sociedade sul piauiense”, afirmou o professor.

Diante do quadro ambiental desolador, como a falta d´água em vários municípios e a destruição do recursos naturais na região, o presidente do Comitê, Israel Guerra, propôs uma audiência pública na Asembleia Legislativa do Estado, em Teresina, para cobrar do Governo do Estado, soluções imediatas para amenizar o sofrimento da população que sofre com a falta d´água, os impactos na economia regional e a revitalização dos mananciais.

 

Fonte: Fort Notícias

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium