Terça, 07 de Dezembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

29°

24° 36°

Teresina - PI

Últimas notícias
Piauí Unificação
13/11/2018 14h55
Por: Gustavo Henrique

Plataforma contribui para formação de professores do estado

Foi apresentada, na sexta-feira (09), para mais de 50 professores, gestores e consultores uma plataforma online que vai receber contribuições de especialistas da área da educação e sugestões de professores e sociedade em geral para a elaboração de um documento geral que regulamente a unificação das formações continuadas para professores da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), nos 224 municípios do estado.

Após a finalização do documento, todas as formações do Estado deverão partir do Centro de Formação Antonino Freire. "A plataforma politicadeformacao.forumeiros.coma partir de hoje vai estar à disposição de todas as pessoas interessadas em contribuir com esse documento. O nosso público-alvo é o professor, mas a plataforma está aberta", explicou a professora Gildete Millu, diretora do Centro de Formação Antonino Freire.

Foto: João Pio
Foto: João Pio

Assim vai ficar mais fácil oferecer formações aos professores do interior pela mediação tecnológica, via Canal Educação e cursos de pós-graduação, como especializações, mestrado e doutorado. "É uma satisfação da parte da Seduc estar preparando o Centro de Formação Antonino Freire para se tornar o Centro de Referência de Formação Continuada para os nossos professores. Isso tudo na perspectiva de atender cada ver melhor nossos alunos", enfatizou o professor Carlos Alberto Silva, superintendente de Ensino da secretaria.

Desde 2016, professores integrantes da comissão delegada para fazer o documento de Política de Formação da Rede Estadual de Ensino estão participando de fóruns e simpósios para debater temas relacionados à qualificação profissional dos professores, e agora chegou o momento de reunir o que foi produzido na Versão Zero da Política da Formação Continuada do Estado.

"Passado esse momento de contribuições na plataforma, a equipe vai sentar e analisar as conclusões para chegar ao documento final, por isso que esta é a versão zero, porque ela não está concluída, ela está merecendo e precisando da contribuição dos profissionais da educação", esclarece a diretora Gildete Millu.

A professora doutora Patrícia Lucas, com uma equipe, fez a revisão de duas metas importantes do Plano Nacional e Estadual de Educação. "Nós analisamos essas metas para pensar de que forma podem ser otimizadas a fim de contribuir para uma melhora na formação continuada desses professores", disse a colaboradora da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

A Fundação Lemman, que também esteve presente ao encontro, trabalha com 24 secretarias no Brasil e detectou que as redes de ensino que tiveram melhores resultados com os alunos foram as que usaram uma política de formação definida, pois é a responsável por nortear os passos da educação. "O bom é que no Piauí nós abrimos a consulta pública, que é algo inovador. Nos outros estados ainda não conseguimos realizar uma consulta pública como está sendo realizada aqui, por meio de uma plataforma com o tempo de participação de toda a rede. Então, isso é uma novidade e que dá mais legitimidade ao documento", relata Estêvão Pinheiro, consultor da fundação.

O próximo encontro está marcado para ocorrer entre os dias 27 e 30 deste mês, também no Centro de Formação dos Profissionais da Educação Básica Antonino Freire, no II Fórum Estadual de Formação dos Professores da Educação Básica do Piauí.

Fonte: Ascom
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp