Terça, 22 de setembro de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Camanha ProPiauí Julho
Polícia - Transferência

Postada em 22/11/2018 ás 10h49 - atualizada em 22/11/2018 ás 14h55

Publicada por:

Juiz manda transferir 7 membros do PCC para presídios federais
Os criminosos comandavam crimes como homicídios, tráfico de drogas e armas de dentro do presídio.
Juiz manda transferir 7 membros do PCC para presídios federais

Foto: Reprodução

Sete membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), uma das mais perigosas do País, deixarão o presídio 2 de Presidente Venceslau, no interior do estado de São Paulo, para penitenciárias federais. A ordem, que precisa ser cumprida imediatamente, partiu de uma decisão do juiz Paulo Sorci, da 5ª Vara das Execuções Criminais de São Paulo.

Entre os sete membros, dois são considerados do primeiro escalão da facção PCC : Cláudio Barbará da Silva, o Barbará e Célio Marcelo da Silva, mais conhecido como Bin Laden.

Os outros membros denunciados são José de Arimateia Pereira Carvalho, o Pequeno; Cristiano Dias Gangi, o Crisão; Reginaldo do Nascimento, o Jatobá; Almir Rodrigues Ferreira, o Nenê do Simione; e Rogério Araújo Taschini, o Rogerinho.

"Determino as providências necessárias para a inclusão e transferência do detento para estabelecimento penal federal de segurança máxima, pelo prazo de 360 (trezentos e sessenta) dias, no interesse do sistema penitenciário e da segurança pública do Estado de São Paulo, ambos comprometidos com a presença do condenado", diz o mandado do juiz Paulo Sorci.

Segundo a denúncia da Justiça de São Paulo, os membros coordenavam, de dentro da prisão de Presidente Venceslau, mandatos de homicídio de agentes públicos, bem como tráfico de drogas e armas em diversos estados do País. Eles foram flagrados na Operação Ochelon, deflagrada por promotores de São Paulo.

A Operação Ochelon (do grego escalão) surgiu de uma investigação da Polícia Civil com o Ministério Público, que indentificou cerca de 75 membros do PCC envolvidos com o tráfico de drogas em fronteiras mesmo já detidos no presídio de Presidente Venceslau.

De acordo com a investigação, os membros do PCC utilizavam celulares para se comunicarem com criminosos que estão em outras penitenciárias do país ou soltos no estado de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Fonte: Ig Notícias

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais) Por Lucas Stefano

Vacinação contra Sarampo em Timon para jovens de 20 a 49 anos segue até 31/10

Demerval Lobão - PI Por Katia Cruz

Demerval Lobão | Cursos presenciais e a distância é na Meta Treinamentos

Cabeceiras do Piauí Por Francisco Rocha

Assaltantes fazem arrastão na localidade Vaca Brava I em Cabeceiras

Picos Por Jucelma Sales

PICOS | Bandidos roubam carro, capotam veículo e fogem em direção a mata

Landri Sales-PI Por Domingos Veloso

Campanha de combate à poluição atmosférica é iniciada em Landri Sales

Mais lidas da semana

»

© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium