Domingo, 16 de dezembro de 2018
(86) 99915-1055
Desk Propaganda
[email protected]
(61) 98191-9906
FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília

FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília

Jornalista Milton Atanazio Jornalista, comunicador, árbitro judicial, consultor diplomático, cônsul honorário da Bielorrússia, editor da Revista VOX e Publisher da BrazilianNEWS.

[email protected]

(61) 98191-9906

Política - Artigo

Postada em 05/12/2018 ás 16h43

Publicada por: Jornalista Milton Atanazio

Sinistro e macabro, o reajuste dos ministros do STF
Causará o malfadado efeito cascata superior a R$ 6 bilhões, pela extensão ao restante do Judiciário.
Sinistro e macabro, o reajuste dos ministros do STF

Foi tenebrosa a manobra para a aprovação do aumento de 16,38% aos ministros do STF, concedido pelo Legislativo e sancionado por Michel Temer, enquanto o reajuste do salário mínimo foi de 2% e o País enfrenta a mais aguda e severa crise econômica da sua história. Causará o malfadado efeito cascata superior a R$ 6 bilhões, pela extensão ao restante do Judiciário.

Demonstra completamente o corporativismo dos Poderes e, acima de tudo, os interesses particulares de seus representantes, que pouco se importam com o restante da população, que devem considerar como um bando estúpidos de boçais.

Para piorar, nem o bode malcheiroso do auxílio-moradia será retirado, como mostra a mobilização das diversas associações de “classistas” do Judiciário para exigir sua manutenção. Tudo isso ajuda a explicar por que as instituições estão tão desacreditadas e nos leva a perguntar se o próximo governo, com o monte de generais que estão sendo nomeados, será capaz de desarmar por bem essa armadilha em que o País está aprisionado.

A aprovação desse pavoroso aumento, num momento de dificuldade de milhões de brasileiros, entre os quais quase 13 milhões de desempregados e outros tantos milhões na informalidade, sem perspectiva de dias melhores, foi uma medonha agressão ao País, que trabalha sem descanso para sair da pior crise econômica.

Toda essa maquiavélica orquestração política e jurídica é um tapa na cara de todos nós, brasileiros, pobres mortais responsáveis pelo pagamento dos salários de toda essa casta.

O saldo do assustador ato de aprovação no Senado contabilizou 41 senadores, entre os quais 25 não conseguiram um novo mandato nas últimas eleições e desprezaram suas responsabilidades. O próprio articulador da manobra vexatória e vergonhosa, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, é um dos derrotados de outubro. E, como vários de seus pares, é também alvo da Justiça por maus feitos.

O governo Michel Temer, que tinha nas mãos a correção de uma das inúmeras injustiças para com a maioria dos brasileiros, ou seja, poderia ter vetado o apavorante aumento dos salários dos ministros do STF, com suas catastróficas implicações, não o fez. Passou batido e fechou com chave de ouro, ironicamente no sentido negativo. Buscou um fim melancólico de um vice-presidente em exercício. Aliás ninguém acreditava muito que iria negar essa benesse a seus futuros julgadores, após deixar a presidência. Talvez o que pode ter influenciado sua atitude são os quatro processos que terá de enfrentar fora do governo.

Uma sinistra e ardilosa operação aconteceu e foi transparente aos olhos da população, sem maquiagem inclusive. O aumento salarial dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) foi sancionado por Michel Temer. Imediatamente, o ministro Luiz Fux revogou o auxílio-moradia, num simbólico caso de "operação casada". Todavia, o horripilante aumento se projetará num efeito cascata, onerando o próximo governo em mais de R$ 4 bilhões anuais e terá repercussão nas demais categorias de servidores de todos os níveis, seja federal, estadual ou municipal.

Pobre do país onde os Poderes se mancomunam por interesses próprios. Resta-nos a indignação, o repúdio e a conta salgada para pagar!

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Revista ADV
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium