Quarta, 17 de outubro de 2018
(86) 99915-1055
[email protected]
(89) 9 9453-3954
Landri Sales-PI

Landri Sales-PI

Mateus Guedes Correspondente do município.

[email protected]

(89) 9 9453-3954

Cidades - Rio Gurgueia

Postada em 14/11/2017 ás 10h33

Publicada por: Mateus Guedes

Fonte: Mateus Guedes

Seca e a ação desenfreada do homem estão matando o rio Gurgueia lentamente
Seca, desmatamento de suas margens, assoreamento, retirada de areia de seu leito e a falta de fiscalização, são os principais motivos para o rio está assim
Seca e a ação desenfreada do homem estão matando o rio Gurgueia lentamente

Rio Gurgueia

A situação do rio Gurgueia é crítica.

A maior estiagem dos últimos anos vem assolando toda a região Sul do Piauí, e os prejuízos são inúmeros, para a população que depende dos recursos naturais da região.

Um dos maiores rios da região, o rio Gurgueia, vem ao longo dos anos agonizando lentamente, por causa da seca prolongada, mais também por causa da ação do homem, que tem desmatado indiscriminadamente as margens do rio, não obedecendo os limites da lei, que protege a vegetação e a mata de suas margens.

O Gurgueia foi e ainda é muito importante para a economia da região, embora, mesmo no período chuvoso, onde o rio ganha mais vida com o volume das águas, é visível ainda as camadas de areia no seu leito, sem se falar na ausência de mata em suas margens que foram derrubadas para o cultivo de vazantes ou pastagens para gado, além da retirada de várias carradas de areia do local, prática bem comum na região.

O Portal Cidade Luz recebeu imagens feitas por um internauta que passou na ponte no trecho que liga a cidade de Jerumenha ao povoado Barra do Lance, e constatou a situação de tristeza em que se encontra o rio Gurgueia, que atravessa várias cidades da região do Sul do Piauí.

O rio Gurgueia é o maior afluente do rio Parnaíba pelo lado direito, nasce no município de Corrente, na cota de 500 metros, entre as serras de Alagoinhas e Santa Maria. No trecho inicial, o rio é intermitente e se torna perene a partir do quilômetro 82, é alimentado por poucos afluentes, em geral temporários, o que não impede a regularidade do regime na maior parte da calha principal.

Entre os principais afluentes estão os rios: Paraim, Curimatá, Fundo, Corrente, Canhoto e Esfolado e os riachos da Tábua e de Santana.

A situação requer urgentemente uma ação conjunta por parte de órgãos ambientalistas, conscientização da população por onde passa o rio, e a imediata intervenção do governo estadual e federal para a revitalização deste importante rio.

Confira as imagens

Fonte: Portal Cidade Luz

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Revista ADV
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium