Sábado, 23 de março de 2019
(86) 99915-1055
Piauí - Ocorrência

Postada em 08/12/2018 ás 12h06

Publicada por: Gustavo Miranda

Bebê de 9 meses é encontrado morto em contêiner de lixo
O catador Reginaldo Agostinho da Silva procurava materiais recicláveis quando achou o corpo.
Bebê de 9 meses é encontrado morto em contêiner de lixo

Foto: FERNANDO CAIXETA/METRÓPOLES

O corpo de um bebê foi encontrado, na manhã deste sábado (8), dentro de um contêiner de lixo localizado na Quadra 3, Conjunto 3, do Paranoá Parque. O catador Reginaldo Agostinho da Silva procurava materiais recicláveis quando achou o corpo da criança, que é do sexo feminino.

“Eu estava mexendo na sacola quando vi a mãozinha. Não entendi direito. Até achei que era carne que alguém tinha jogado fora. Quando abri aquele monte de sacola, vi que era um bebezinho”, ressaltou.

Reginaldo chamou um vizinho. Depois, eles acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), na tentativa de reanimar a criança, e a Polícia Militar. No entanto, a equipe de socorro apenas atestou o óbito e deixou o local aos cuidados dos investigadores.

Os policiais encontraram um lençol e um shortinho de adolescente todo ensanguentados, achados no lixo ao lado do corpo. Há câmeras de segurança no local que podem ajudar a Polícia Civil a esclarecer o caso.

Informações preliminares do Corpo de Bombeiros apontaram que o corpo era de um bebê com 9 meses de vida. No entanto, segundo um agente da PCDF, “tudo indica que se trata de um recém-nascido com nove meses de gestação”. O fato é que o cordão umbilical ainda está preso ao corpinho da menina clara, de cabelos pretos e que estava nua. A mãe não foi localizada. Os agentes foram inclusive no Hospital do Paranoá, mas nada encontraram.

Fetos encontrados

No dia 10 de novembro, um feto de seis meses foi encontrado em uma caçamba de lixo, na rua 12 de Vicente Pires. Os pais estacionaram um veículo ao lado do contêiner e jogaram uma sacola com o feto em meio ao lixo.

No dia 26, a Polícia Civil chegou a dois vendedores e à fornecedora do medicamento abortivo usado pela mulher. De acordo com os investigadores, ela pagou R$ 500 por quatro comprimidos e foi orientada a colocar dois na vagina e ingerir outros dois para forçar contrações e provocar o aborto.

Em 15 de novembro, outro feto, que aparentava uma gestação de sete meses, foi localizado em Planaltina por uma mulher. A testemunha contou aos investigadores que colhia pequi quando percebeu algo no interior dos sacos plásticos. Ela resolveu abri-los e encontrou o feto humano.

(*) As informações preliminares repassadas pelo Corpo de Bombeiros apontavam que a vítima era um bebê de nove meses.

Fonte: Metropoles

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Campo Largo-PI Por Roberto Freitas

DÍZIMO | Equipe diocesana da Partilha realiza formação no Vicariato Norte

Porto-PI Por R10 municípios

Prefeito Dó Bacelar preside encontro do CitCocais neste sábado

Picos Por Jucelma Sales

Prefeitura de Picos elabora projeto Bicicletário

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

Prefeita e secretário de agricultura visitam famílias afetadas pelas chuvas

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais) Por Lucas Stefano

SEINFRA realiza recuperação de estradas vicinais em Timon

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium