Domingo, 05 de Dezembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

25°

24° 35°

Teresina - PI

Últimas notícias
Piauí Governador
15/12/2018 08h13 Atualizada há 3 anos
Por: Bruna Dias

Wellington Dias prevê ano de 2019 economicamente difícil

Manter a capacidade de investimento é o maior desafio a ser enfrentado em 2019 pelo governo do Piauí. A afirmação é do governador Wellington Dias, que prevê um ano economicamente difícil, e busca estratégias para se tornar menos dependente do governo federal. O chefe do executivo estadual participou na tarde dessa sexta-feira (14), do Encontro do Partido dos Trabalhadores, no Centro de Teresina, onde analisou a conjuntura política nacional e perspectivas em relação a outras áreas.

“Ainda não temos clareza do que vai acontecer nos próximos anos. Não há sinais de que política possa levar o país ao crescimento e ajudar o Piauí. Teremos de adotar medidas para depender menos do poder central e ter mais autonomia na política de crescimento econômico” destacou Dias.

Wellington Dias prevê ano de 2019 economicamente difícil

O caminho para o que o governador chama de ‘alto desenvolvimento’, passa por firmar parcerias e estimular a iniciativa privada. Um fator positivo é que Piauí figura entre os 5 estados brasileiros menos endividados. Essa condição abre a possibilidade de contratação de operações de crédito para injetar recursos na economia. De acordo com o superintendente da Secretaria de Planejamento (Seplan), Sérgio Miranda, as áreas de infraestrutura rodoviária, saúde, educação e desenvolvimento rural, são as mais contempladas com dinheiro dos empréstimos. 

A fórmula anunciada a ser perseguida para atravessar o momento desfavorável é manter o nível de endividamento baixo e seguir com os investimentos. Por outro lado, a equipe de governo está orientada a manter atenção nos programas lançados pelo governo federal, para elaborar projetos e conseguir captar recursos.

“Há uma federação. Enquanto estado vamos trabalhar integrados ao governo federal. Apresentaremos projetos naquilo que for apontado como prioridade pela União” ressaltou.

Questionado sobre a participação do PT no governo, Dias declarou que é legitimo o partido apontar suas opções, porém ainda não há definições. O governador disse que enviará para a Assembléia Legislativa só em fevereiro, o organograma das pastas e seus respectivos gestores.

Fonte: Ascom
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp