Domingo, 31 de maio de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
[email protected]
86 99921-3244
DOUGLAS FERREIRA

DOUGLAS FERREIRA

O Repórter e o Fato Douglas Ferreira é jornalista profissional e bacharel em Direito. Foi secretário de Comunicação em Caxias, no Maranhão e assessor de imprensa da CNBB e do Tribunal de Justiça do Piauí. Reportou para os portais AZ e 180 graus. Foi repórter das TVs Clube e Meio Norte e há 17 anos é repórter titular da TV Antena 10. Email:[email protected]

[email protected]

86 99921-3244

Teresina - Saúde

Postada em 26/12/2018 ás 12h30 - atualizada em 26/12/2018 ás 12h47

Publicada por: O Repórter e o Fato

Firmino Filho confirma atendimento da UPA do Satélite para janeiro de 2019
A capacidade da nova Unidade de Pronto Atendimento é de atender de 346,224 pessoas por ano
Firmino Filho confirma atendimento da UPA do Satélite para janeiro de 2019

A Prefeitura de Teresina, através da Fundação Municipal de Saúde- FMS, anuncia para janeiro a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento do Bairro Satélite. A UPA teria capacidade de atender 346.224 pessoas. Para isso conta com são 6 consultórios, 15 leitos de observação, 2 de isolamento, 4 de estabilização. O atendimento não atenderá o critério de ordem de chegada, mas a classificação de risco.

O próprio prefeito de Teresina, Firmino Filho em visita à UPA, juntamente com o Presidente da Fundação, Charles da Silveira, anunciou o funcionamento da Unidade a partir do próximo mês. Na oportunidade os dois gestores verificaram de perto a finalização dos trabalhos de conclusão da Unidade de Saúde.

“Essa UPA vem complementar o sistema de urgência da cidade de Teresina. É uma obra significativa que aumenta o acesso da população, especialmente na zona leste, e que dará maior resolutividade aos casos”, afirma.

Já o presidente da FMS, Charles da Silveira, haverá mudanças Hospital do Satélite após a abertura da UPA. O espaço do hospital será readequado.

“O Hospital do Satélite terá espaço físico para funcionamento de mais leitos hospitalares de internação, para atuar na retaguarda dos estabelecimentos de saúde da rede. Todas essas mudanças têm um grande significado: atender mais e melhor o usuário do SUS.”, disse.

Na UPA, o paciente ficará em observação por até 24 horas para elucidação diagnóstica e/ou estabilização clínica. Se o paciente não tiver o quadro clínico resolvido neste período, será encaminhado para internação em hospitais da rede.

A UPA do Satélite custou apenas na obra R$ 5,5 milhões, sendo R$ 2,5 milhões do Governo Federal e R$ 2,9 milhões da Prefeitura de Teresina.

Forto: Divulgação

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium