Quarta, 18 de Maio de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

33°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
Cidades Acadêmico
26/12/2018 19h18 Atualizada há 3 anos
Por: Francelia

Matheus Miranda em busca dos seus sonhos

Matheus Miranda Constâncio nasceu em Colônia do Gurgueia no dia 02/03/1997, filho da Professora Valdenia Miranda e Carlos Eugênio Constâncio agricultor. Matheus sempre estudou em escolas públicas tendo bom desempenho nas notas e nas relações com os amigos e professores, mas há aqueles que marcaram a sua vida, como ele mesmo disse: “Professores que marcaram na minha vida estudantil foram Rosa Tobler, Raquel Miranda”. Matheus disse que tinha muitas dificuldades, pois sua letra era feia e essas professoras citadas o ajudaram a melhorar a grafia. Vida acadêmica: “Foi na 7ª e 8ª série que despertou-me o interesse pela vida acadêmica e o curso dos meus sonhos era direito”, disse. Matheus tinha o sonho de fazer o curso de direito, mas no 3º ano do ensino médio ele decidiu não mais fazer esse curso. Jovem, cristão, fiel a igreja e a sua religião, ele entendeu que o curso de direito não lhe levaria a lugares onde pudesse ajudar de forma humana e solidária as pessoas como na área da medicina o levaria, lugares onde ele pudesse desenvolver a cura física e espiritual das pessoas. Com isso estava certo o seu desejo em fazer algo na medicina. Tão logo tomou a decisão, Matheus ingressou no curso técnico em enfermagem, cursou pouco tempo e logo passou no curso de enfermagem para o UniNovafapi, em Teresina, ou seja, teve que trancar o técnico em enfermagem para ir estudar na capital piauiense. Em Teresina surgiu a oportunidade de ir estudar medicina no Paraguai, naquele momento ele compartilhou a ideia com a sua mãe e seus familiares e todos o apoiaram. De Teresina Matheus partiu para Assunção no Paraguai já com a matricula feita. Hoje Matheus Miranda está no 4ª período de medicina no Paraguai e pretende se formar e voltar para o Brasil com o diploma de médico para fazer o que mais gosta que é ajudar as pessoas na missão. “Eu não quero ser médico por dinheiro ou status, quero ser médico pela bela ação humana que esse profissional desenvolve que é cuidar das pessoas nas suas fragilidades”.      

Matheus Miranda
Matheus Miranda

Fonte: Adelmir Andrade
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp