Sábado, 23 de março de 2019
(86) 99915-1055
Política - Rede social

Postada em 06/01/2019 ás 10h11 - atualizada em 06/01/2019 ás 11h49

Publicada por: Bruna Dias

Bolsonaro bloqueia perfil de Haddad após discussão no Twitter
O presidente criticou o ex-prefeito, que respondeu suas provocações.
Bolsonaro bloqueia perfil de Haddad após discussão no Twitter

Foto: Reprodução/Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi ao Twitter, no início da tarde desse sábado (5/1), criticar o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad e o Partido dos Trabalhadores (PT). Após responder as provocações, o petista foi bloqueado pelo chefe do Executivo federal na rede social.

Pela manhã, Bolsonaro chamou Haddad de “marmita” e “fantoche do presidiário corrupto” (em citação indireta ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva) após o ex-prefeito paulistano ter compartilhado um artigo da revista Deutsche Welle que critica o “anti-intelectualismo” no Brasil. Segundo o presidente, o PT promove uma série de motivos para a sua derrota na eleição de outubro de 2018.

Haddad respondeu a Bolsonaro na rede social e o convidou para um debate “frente a frente”. “Estou disponível”, escreveu o petista.

De acordo com o presidente, “o PT quebrou o Brasil de tanto roubar, deixou a violência tomar proporções de guerra, é uma verdadeira quadrilha e ninguém aguenta mais isso”.

A postagem de Fernando Haddad no Facebook foi feita na noite dessa sexta-feira (4/1). Na resposta ao presidente, o petista destacou uma frase de um artigo publicado pela revista alemã Deutsche Welle: “No Brasil, está na moda um anti-intelectualismo que lembra a Inquisição. Seus representantes preferem Silas Malafaia a Immanuel Kant. Os ataques miram o próprio esclarecimento”. O texto é de autoria de Philipp Lichterbeck e não do petista. A resposta de Haddad não está mais disponível no perfil de Bolsonaro.

Na noite de sexta-feira, após o bate-cabeça provocado por uma declaração de Jair Bolsonaro sobre a possibilidade de aumento da alíquota do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), Haddad ironizou o presidente. O chefe do Executivo federal havia dito que poderia reajustar o imposto. Bolsonaro foi desmentido pela própria equipe. “Ele se equivocou”, disse o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Fonte: Metrópoles

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Água Branca-PI Por Lenno Oliveira

Água Branca: espetáculo teatral aborda problemas enfrentados pelos jovens.

Pau D'arco Por Carlos Eugênio

Prefeitura de Pau D’arco realiza mutirão contra a dengue

Olho D'água do Piauí Por Jô Mendes

Escola Municipal Olho D'água realiza ação em alusão ao Dia Mundial da Água

Colônia do Gurgueia Por Geney Ribeiro

Campanha de vacinação antirrábica em Colônia do Gurgueia

Campo Largo-PI Por Roberto Freitas

CITCOCAIS | Tem participação do prefeito Rômulo Aécio de Campo Largo-PI

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium